Advogado diz que preso por chacina chegava em casa com esposa e filha

bahia
13.10.2021, 19:22:00
Atualizado: 13.10.2021, 19:57:40
(Paula Fróes/CORREIO)

Advogado diz que preso por chacina chegava em casa com esposa e filha

Segundo ele, Raul vai passar por cirurgia e, depois que receber alta, irá se apresentar à polícia

Raul Henrique de Almeida Lopes, de 28 anos, é um dos dois apontados pela polícia como suspeitos de serem autores dos disparos da chacina que aconteceu na madrugada desta quarta-feira (13) em uma festa paredão no bairro do Uruguai, em Salvador. Os dois tiveram prisão decretada. A polícia civil não informou os nomes dos suspeitos, mas a informação foi confirmada pelo advogado de Raul, que defende a inocência do cliente.

Segundo o advogado Thalis Bizerra, Raul Henrique estava retornando para a casa junto com a esposa e a filha quando os disparos começaram e ele foi atingido. 

“É uma investigação preliminar. A polícia está analisando todo mundo que foi ferido e indiciando quem eles acreditam ser os supostos culpados", disse Bizerra.

Segundo o advogado, Raul vai passar por cirurgia e, depois que receber alta, irá se apresentar à polícia. 

O outro suspeito também está internado em uma unidade de saúde, mas não teve o nome revelado. 

“Com a prisão desses dois supostos envolvidos conseguiremos chegar a outros que participaram da ação e assim chegar à motivação do ocorrido”, diz a diretora do DHPP, delegada Andréa Ribeiro.

As investigações têm o apoio Departamento de Inteligência Policial (DIP) e Departamento de Polícia Metropolitana (Depom). O objetivo agora é identificar outros envolvidos e a motivação do crime. "Estamos buscando todas as vítimas. Caso alguma delas tenha envolvimento no episódio, ela será autuada", havia dito a delegada. "Muitas vítimas não têm nada a ver com a situação. São jovens que estavam no local curtido o paredão", acrescenta.

Tiroteio deixou seis mortos e 12 feridos

No tiroteio, 18 pessoas foram baleadas e seis delas morreram. Moradores contaram que os tiros começaram já no final da festa, após uma discussão entre os participantes do paredão. 

Os mortos na ação foram identificados como Alexsandro dos Santos Seixas, Deivison da Conceição Santos Santana, Brenda Buri da Silva, Adriane Oliveira Santos, Jailton Sales do Santos e Kadson dos Santos Passos. 

Os 12 feridos são: Aline Coelho Barbos, Alisson da Conceição Meirelles dos Santos, Cleiton Bruno Matos dos Santos, Edvania Ferreira Correia, Emile da Cruz Rodrigues, Halana Silva Batista , Henrique Almeida Lopes, Iracy Laise Jesus dos Santos, Luís Henrique Conceição dos Santos, Nelson Sena de Souza, Raul Henrique Almeida, Tainara Bispo dos Santos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas