Afastado, Paulo Carneiro chama Fábio Mota de Judas e questiona permanência de vice: 'Incoerência'

e.c. vitória
03.09.2021, 11:13:00
Paulo Carneiro está afastado da presidência do Vitória pelos próximos dois meses (MAURÍCIA DA MATTA / ECVITÓRIA)

Afastado, Paulo Carneiro chama Fábio Mota de Judas e questiona permanência de vice: 'Incoerência'

Ele volta a acusar o presidente do Conselho Deliberativo de traição; Luiz Henrique assume temporariamente

Após ser afastado da presidência do Vitória na noite de quinta-feira (2), Paulo Carneiro compartilhou um áudio através de aplicativo de celular em que questiona a manutenção do vice-presidente Luiz Henrique no clube. O estatuto prevê que este último assuma a função de presidente temporariamente. 

A decisão pelo afastamento de Paulo Carneiro do cargo pelo prazo de 60 dias foi tomada em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo. Nela, foi aprovado o parecer da Comissão de Ética que aponta indícios de gestão temerária. Durante a gravação, Paulo Carneiro também faz acusações ao presidente do Conselho, Fábio Mota.

"Vejam como esse rapaz, que está sendo conhecido como Judas, o Fábio Mota, ele é incoerente. Ele e o seu Conselho, o nosso Conselho, eu sou conselheiro vitalício desde fevereiro de 1991. Ninguém é mais conselheiro vitalício do que eu na história desse clube. Ninguém tem mais autoridade para falar do que eu, além de ter sido o presidente mais longevo na história do clube. Eu cumpro o sexto mandato", afirmou Paulo Carneiro antes de questionar o fato do vice-presidente Luiz Henrique não ter sido afastado.

"E veja a incoerência do nosso amigo Judas Mota. Se o nosso vice faz parte do Conselho Diretor e trabalhou junto com a gente em todos os momentos, o próprio presidente do Conselho sabe disso, inclusive um dos temas desse relatório da Comissão de Ética, e eu quero ver ele me desmentir, ele participou de tudo. Ele não participou das decisões, é claro, as decisões eram nossas, mas ele tem conhecimento de todas as ocorrências, de todos os assuntos. Ele estava lá duas ou três vezes por semana, na nossa sala, participava de tudo, de todas as reuniões. Como é que agora o vice-presidente vai continuar à frente do clube se faz parte do Conselho Diretor? A gestão temerária é do presidente e não é do vice? Isso é uma vergonha (...)", afirmou Paulo Carneiro. 

A reportagem do CORREIO tentou contato com Paulo Carneiro, Fábio Mota e Luiz Henrique, mas não obteve retorno até esta publicação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas