Agenda Bahia: trocas entre convidados e entrevistados enriquecem o programa

agenda bahia
29.10.2021, 05:00:00
Apresentado pela jornalista Rosana Jatobá, o programa Agenda Bahia mergulhou no Tempo 21 (Imagem: Reprodução)

Agenda Bahia: trocas entre convidados e entrevistados enriquecem o programa

Exibido no Youtube e Instagram do CORREIO, Agenda Bahia inovou no formato trazendo reflexões sobre o futuro

A nova realidade pede cooperação, inovação, sustentabilidade. Pensamento coletivo, soluções em rede. E foi justamente com esse objetivo que a 12ª edição do Agenda Bahia abriu espaço não só para as provocações trazidas pelos entrevistados, mas também, trouxe para o debate comentários e opiniões de convidados especiais que puderam fazer perguntas e interagir durante o programa. 

Mediado pela jornalista e apresentadora Rosana Jatobá, a dinâmica e enriqueceu ainda mais as trocas e reflexões acerca do Tempo 21. Logo no primeiro bloco, a líder de pigmentos na Tronox Pigmentos, Geisa Oliveira, trouxe uma das inquietações de quem, na prática, precisa engajar a equipe sobre as exigências do ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa), nas organizações. “Como trabalhar esse processo de educação e engajamento com os funcionários? Qual o caminho?”, questionou. 

A resposta veio da fundadora e presidente executiva da S'well, Sarah Kauss: “é importante, em primeiro lugar, dar início, começar identificando as competências e componentes  que impulsionam seu negócio, a sua missão, seus valores e propósitos”. 

Quem também colaborou foi o co-fundador do Sistema B, empreendedor social, co-fundador da Din4mo, Marcel Fukayama, que, inclusive, já havia participado do Agenda Bahia em 2015. Para ele, a pandemia expos falhas estruturais no sistema, sobretudo, a desigualdade e a crise de emergência climática. “Isso nos traz a reflexão de como podemos aproveitar, resignificar o contexto da pandemia para criar um Brasil possível, um outro mundo possível”. 

Opinião compartilhada pela diretora de Economia Circular da Braskem, Fabiana Quiroga, que comentou os investimentos da companhia em novas fontes mais renováveis como o plástico desenvolvido a partir da cana-de-açucar. “Esse processo de transformação é uma jornada que só começou e precisamos juntos trabalhar mais engajados  em busca de um futuro mais sustentável hoje”. 

No bloco seguinte, a trilha foi educação, que conectou o pensamento da gerente de educação do Senai Bahia, Patrícia Evangelista com o do educador e idealizador da Escola Ponte, em Portugual, José Pacheco. “A centralidade da educação deve estar nas pessoas”, ressaltou Patrícia Evangelista.

Já Pacheco, pontuou a construção do conhecimento em comunidade. “Hoje precisamos, cada vez mais de uma escola que opere para um paradigma de comunicação. Então, talvez, tenhamos condições de pensar em termos de comunidade de aprendizagem”. 

As trocas foram muito positivas, segundo a apresentadora Rosana Jatobá: “Muito legal a fala do Pacheco no sentido de mudar a nossa ótica que não pode ser mais individualista nessa dimensão de sustentabilidade e das relações sociais. Tem que ser inclusivo pensando no outro, pensando no todo”, completou.

Visite o site http://bit.ly/agendabahia21 para conferir mais informações sobre o projeto. O Agenda Bahia 2021 é uma realização do CORREIO, com patrocínio da Unipar, parceria da Braskem, apoio da Sotero Ambiental, Tronox, Jotagê Engenharia, CF Refrigeração e AJL Locadora e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador, Sistema FIEB, Sebrae, Rede Bahia e GFM 90,1.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas