'Ainda existe tabu', diz Romulo Estrela ao falar sobre filho brincar com boneca

entretenimento
30.06.2020, 20:19:25
Atualizado: 30.06.2020, 20:35:09

'Ainda existe tabu', diz Romulo Estrela ao falar sobre filho brincar com boneca

Ator mostrou momento divertido ao lado de Theo, 4 anos, e criticou preconceito

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Reprodução/Instagram

O ator Romulo Estrela publicou uma série de vídeos falando sobre a importância que vê em seu filho, Theo, 4, brincar com uma boneca nos stories de seu Instagram nesta terça-feira, 30.

Neles, o garoto aparece ao lado do pai brincando com a boneca, chamada "Lola", e comenta: "Você é o avô dela e eu sou o pai!". O ator entra na brincadeira: "A gente hoje de manhã cuidou muito da Lola. Ela amanheceu hoje com 'espirro', não foi? Ela já tá legal".

Em sequência, Romulo Estrela falou sobre a situação: "Ainda existe um tabu por trás dessa questão, quando não deveria existir. A gente tem que dar vazão para a nossa sensibilidade, para o que é genuíno na gente, no ser humano, que é ser sensível "

"Eu sempre pude externalizar a minha sensibilidade, sempre tive liberdade para isso. Isso foi fundamental para que eu fizesse as escolhas que fiz na minha vida e também para a minha profissão. Me fez e me faz muito bem. Sejamos mais sensíveis!", continuou.

Antes, Romulo Estrela havia comentado "como Lola surgiu" em sua família: "O Theo ganhou de presente e ficou amarradão. A gente achou que seria bom ele ter essa boneca, criar uma relação."

"Se em algum momento ele quiser ser pai, vai ter o registro afetivo da infância e possibilidade de construir uma relação boa", prosseguiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas