Ajuda no verão: 30 ônibus climatizados começam a rodar em Salvador

salvador
01.01.2020, 19:11:00
Atualizado: 01.01.2020, 19:39:03
(Marina Silva/ CORREIO)

Ajuda no verão: 30 ônibus climatizados começam a rodar em Salvador

Passageiros das linhas Parque São Cristóvão X Barroquinha e Imbuí X Praça da Sé comemoraram o conforto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Abrir a janela, tentar sentar na sombra, improvisar um leque, para driblar o calor dentro do ônibus... Vale tudo. Mas a situação mudou nas linhas Parque São Cristóvão X Barroquinha (1030) e Imbuí X Praça da Sé (0933) que receberam 30 veículos com ar-condicionado nesta quarta-feira (1º).

Para quem esperava um ônibus no primeiro dia do ano, o ar-condicionado veio em boa hora em um calor de 28º, com sensação térmica de 32º. A diarista Lindaura Santos comemorou com a família a chegada do veículo da linha 1030 no fim de linha da Barroquinha.

“É sufoco, no verão brabo como tá aí, a gente sofre muito porque é um calor horrível. A gente agradece muito porque o ônibus com ar é bem confortável mesmo”, disse.

Enquanto cobrava a passagem dos usuários, Teonilo Santana disse que sentiu que trabalhar no novo ônibus climatizado logo no primeiro dia do ano é um sinal de sorte. É que ele não trabalha na linha normalmente e foi escalado justamente na inauguração dos veículos.

O cobrador Teonilo Santana (Foto: Marina Silva)

“Com ar é bem melhor. No tempo quente que é comum agora, ter o ar é bom até para o motorista e o cobrador. Cansa menos trabalhar com ar”, contou. No calor, ele relembrou que a viagem era uma agonia só. Um abre e fecha das janelas. 

Passageira do novo ônibus, Maria Jardelina de Jesus, 59, disse que o calor ainda piora com as janelas fechadas e a lotação do transporte público. “Eu sentia muito calor, às vezes, o ônibus enchia e a gente sentia o abafamento, quando chovia e fechavam a janela esquentava muito”, afirma.

Para escapar do calor, a técnica em farmácia Cristina Bahia, 43, disse que até prefere esperar um veículo com ar para ter uma viagem mais confortável. “Depende do meu horário, se tiver atrasada eu pego o primeiro que vem. Senão, eu espero para pegar o que tem ar”, pontuou.

O motorista do ônibus climatizado, Líbio de Souza, já tinha se acostumado no calor durante as viagens diárias no coletivo. Entretanto, ele concorda com os passageiros que a melhoria veio em boa hora.

“É mais confortável, mas o foco no trabalho tem que ser o mesmo. O calor era mais um questionamento do usuário porque o funcionário trabalha com o que a empresa tem”, disse.

Outros 300 coletivos climatizados vão passar a integrar a frota em 2020, informou o prefeito ACM Neto, durante entrevista coletiva na entrega dos novos ônibus com ar na última terça-feira (31).  Antes dos veículos que passaram a rodar nesta quarta, a capital já contava com 200 ônibus climatizados.

Cinquenta veículos serão entregues em fevereiro e outros 250 coletivos adicionais passarão a integrar a frota no próximo ano.

A meta de prefeitura é de que em 2022 existam 1000 ônibus com ar-condicionado rodando pela capital baiana. "Com isso, teremos 64% da população que utiliza o transporte público circulando em linhas com ar-condicionado, com veículos com motorização menos poluente, mais confortáveis e novinhos, ou seja, com menos risco de quebra", salientou o secretário Fábio Mota.

Na ocasião, o prefeito ACM Neto ainda anunciou que não haverá reajuste de passagem nessa quinta (2). Entretanto, o chefe do executivo municipal ressaltou que isso não significa que não vai haver aumento durante o ano de 2020.

Neto explicou que a manutenção da tarifa neste início de 2020 é por conta da falta de um acordo com os donos das empresas de ônibus. Segundo o prefeito, os empresários querem que o valor da tarifa aumente de uma forma exagerada, enquanto ele defende uma majoração mais 'razoável'.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas