Apesar do jejum, Fernandão elogia campanha do Bahia: 'De parabéns'

e.c. bahia
27.11.2019, 23:43:00
Atualizado: 28.11.2019, 10:33:24
Fernandão entrou no segundo tempo do empate com o Atlético-MG (Tiago Caldas/CORREIO )

Apesar do jejum, Fernandão elogia campanha do Bahia: 'De parabéns'

Para atacante, no geral o time faz um bom Campeonato Brasileiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Apesar da fase ruim que o Bahia vive no Campeonato Brasileiro, sem vencer há nove jogos, o atacante Fernandão tentou acalmar a situação após o empate de 1x1 com o Atlético-MG na Fonte Nova, na noite de quarta-feira (27). Na análise do centroavante, o Esquadrão faz uma boa Série A porque em momento algum brigou contra o rebaixamento. Com 45 pontos, o time está na 10ª colocação, mas pode ser ultrapassado por Vasco e Fortaleza no complemento da rodada. 

"Fizemos um belo primeiro tempo, o time marcou muito, jogou. A gente teve a tranquilidade de começar com a bola. No segundo tempo, tivemos falhas bobas. São nove jogos sem ganhar, infelizmente, mas fizemos um ótimo campeonato até aqui. O Bahia está de parabéns. Jogadores, comissão técnica. O clube está de parabéns pelo que está fazendo. Não estamos brigando por rebaixamento. Mostramos que o Bahia tem condição de entrar na Libertadores. Pode não ser este ano, mas temos condição. Faltam três jogos. Vamos manter a cabeça tranquila e terminar da melhor forma, ganhando, para poder, no próximo ano, conseguir o que a gente quer, os objetivos do Bahia", analisou o centroavante tricolor na saída de campo.

Depois da partida, o Bahia deixou o gramado vaiado pela torcida. O time também completou o sétimo jogo sem vencer como mandante.

A crise do Esquadrão começou no segundo turno. Depois de fazer a sua melhor campanha em um primeiro turno de Série A, com 31 pontos, a equipe desabou na segunda metade. Até aqui, foram apenas três vitórias em 16 partidas. A campanha do segundo turno é de time rebaixado, com apenas 14 pontos e o 17º lugar no recorte. 

Faltando três jogos para acabar o campeonato, o Bahia agora visita o CSA, domingo (1º), no estádio Rei Pelé, em Maceió. Depois, volta a Salvador para encarar o Vasco, quinta-feira (5), na Fonte Nova, e encerra a participação no Brasileirão contra o Fortaleza, domingo (8), no Castelão.

Com a Libertadores praticamente inalcançável - a distância para o Internacional, 8º colocado, é de seis pontos -, o elenco tricolor tem a chance palpável de registrar a melhor campanha do Bahia na era dos pontos corridos, que é o 11º lugar de 2017. A maior pontuação foi no ano passado, com 50.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas