Após acidente doméstico, Bolsonaro confirma viagem de réveillon para Bahia

brasil
24.12.2019, 16:27:54
(Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Após acidente doméstico, Bolsonaro confirma viagem de réveillon para Bahia

Presidente sofreu um acidente doméstico nesta segunda-feira (23) e fará pronunciamento na TV nesta quarta (24); médicos recomendaram repouso

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que se recupera de uma queda sofrida na última segunda-feira (23), realizará um pronunciamento de fim de ano em rede nacional de rádio e TV às 20h30 desta terça-feira (24). Apesar do recente acidente sofrido e da orientação médica para que permanecesse em repouso, o militar da reserva também não fez alteração alguma na sua agenda e viajará à Bahia na sexta-feira (27), onde deve passar a virada do ano.

Ele escolheu a Praia de Inema, no Subúrbio Ferroviário de Salvador para curtir o Réveillon. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo. Ele vai passar o Natal em Brasília e logo depois vai viajar. A proposta da equipe do governo é que ele fique longe do Planalto por, pelo menos, 10 dias.

Outros quatro presidentes já tiraram férias na praia: Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Roussseff e Michel Temer
(Foto: Arquivo CORREIO)

Acidente
Bolsonaro precisou ser hospitalizado depois de levar um tombo no Palácio da Alvorada. Os exames feitos pelo presidente não apontaram problema algum decorrente da queda e ele recebeu alta pela manhã.

Hoje, poucas horas após o acidente, Bolsonaro recebeu o secretário-geral da Presidência, Jorge Antonio Oliveira, e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), que passou cerca de 40 minutos com o chefe do Executivo.

Ainda mostrando que sua rotina em nada mudou depois que sofreu uma queda no Palácio do Planalto, Bolsonaro usou seu perfil no Twitter pela manhã para tecer críticas a adversários políticos. Sem citar nomes, o presidente pediu para não ser cobrado pela "solução do que foi destruído, por décadas, pela ação dos maus e omissão dos bons".

Em outro post, o presidente citou um versículo do livro bíblico de Eclesiastes. "Porque se um cair o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas