Após assaltar idosos na Graça, bandido abordou família e roubou carro no Canela

salvador
16.01.2022, 10:34:00

Após assaltar idosos na Graça, bandido abordou família e roubou carro no Canela

Arquiteta relatou momentos de terror que viveu: "ele estava descontrolado, nervoso"

O criminoso que roubou o carro de um casal de idosos na Graça fez pelo menos outras duas vítimas no sábado (15). Após levar o veículo com um idoso dentro, o assaltante abandonou o veículo e a vítima na rua Araújo Pinho, no Canela, e partiu para cima de um casal de jovens.

A arquiteta Juliana, 28 anos, conta que viveu momentos de terror ao lado da família. Ela chegava a um evento ao lado do namorado, Yan, 25, da mãe, Ana Paula, 48, e do padrasto, Jefferson, 37, quando foram surpreendidos pelo bandido em frente à reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba).

Segundo Juliana, o homem parou o carro roubado logo atrás deles, com o idoso dentro, e partiu para cima do namorado dela, que dirigia o veículo. "A gente estava chegando no evento e, quando saltamos do carro, fomos assaltados. Levaram celular, carteira e o carro de Yan. O cara estava armado, ele tinha acabado de assaltar o casal de idosos. Ele foi logo em cima do meu namorado, muito descontrolado, muito nervoso. Ficou tentando puxar arma e não conseguiu, aí começou a gritar perguntando se ele era polícia, batendo nos bolsos dele. Não deu tempo para a gente raciocinar nada", relata.

Segundo Juliana, ela e a família acharam que o veículo tinha mais criminosos, mas logo perceberam que a segunda pessoa no veículo era uma vítima. "Quando o cara levou o carro, fomos acudir o senhor, que estava passando mal. Ele disse que tinha acabado de ser assaltado na porta da casa dele, junto com a esposa, que o cara jogou a mulher no chão, no meio da rua, e quase atropelou. Só que, quando ele foi arrancar como carro, ele subiu a calçada e estourou os dois pneus. Ele não roubou nada do senhor, que inclusive tinha dinheiro na carteira e celular", conta.

"Fiquei em estado de choque, olhando para meu namorado o tempo inteiro, com medo do ladrão fazer algo com ele. Só fui sair do carro quando o cara já estava para entrar no carro", completou ela, que ficou aliviada pelo fato do idoso também ter saído ileso. "Ele teve muita sorte por termos aparecido, senão, ele teria sido levado com o bandido por mais tempo e poderia ter acontecido uma fatalidade". Segundo a arquiteta, o idoso relatou que chegou a bater no criminoso dentro do veículo.

A arquiteta disse que o padrasto dela ainda ajudou a tirar o carro do idoso do meio da rua e estacionou. Moradores ajudaram e prestaram socorro ao idoso, levando ele para casa em seguida.

O carro de Yan segue desaparecido. O veículo é um Peugeot 208 de cor marrom, placa PJF 1891.

Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) investiga o roubo do um veículo e que guias de perícia foram expedidas. "Os policiais seguem tentando localizar o carro e prender o autor". Caso alguém encontre o veículo, é possível denunciar de forma anônima no Disque Denúncia, n os telefones 181 ou 190. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas