Após morte de criança, Vale das Pedrinhas segue sem circulação de ônibus

salvador
29.03.2021, 20:23:00
(Foto: Bruno Wendel/CORREIO)

Após morte de criança, Vale das Pedrinhas segue sem circulação de ônibus

Final de linha improvisado foi instalado na Rua do Canal

O Vale das Pedrinhas vai para o quinto dia sem circulação de ônibus em seu itinerário normal. O motivo é o protesto contínuo feito pela população após a morte do menino Ryan Andrew Pereira Tourinho Nascimento, de 9 anos. O garoto foi assassinado por disparos de arma de fogo durante uma troca de tiros entre bandidos e policiais militares.

Não há circulação dos coletivos desde as 14h de sábado, um dia após o crime. Moradores montaram barreiras e atearam fogo em pedaços de madeira e saco de lixo para bloquear a Avenida Vale das Pedrinha, a principal do bairro. Um novo protesto aconteceu nesta segunda (29) após o sepultamento do garoto, que aconteceu no cemitério Municipal de Brotas.

Os passageiros do Vale das Pedrinhas e região precisaram se deslcoar para um final de linha improvisado na rua do Canal.

Procurado, o Sindicato dos Rodoviários afirmou que não há previsão de retorno para o final de linha dentro do bairro e que isso acontecerá a partir do momento em que a segurança dos rodoviários que trabalham no local.

Vale lembrar que após a rescisão contratual entre a prefeitura de Salvador e a CSN, além do aviso de paralisão pelos rodoviários da empresa a partir desta segunda, os bairros de Santa Cruz e Vale das Pedrinhas estão somente com as linhas Santa Cruz x Calçada/Bonfim e Vale das Pedrinhas x Vila Rui Barbosa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas