Após queda, caixa d'água na RedeMix é removida; vazamento de água continua

salvador
19.09.2020, 15:58:00
Atualizado: 19.09.2020, 16:01:00
(Codesal/Divulgação)

Após queda, caixa d'água na RedeMix é removida; vazamento de água continua

Acidente foi provocado pela oxidação (ferrugem) na base da estrutura do tanque

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) informou neste sábado (19) que a caixa d'água do supermercado Rede Mix - que tombou no fim da manhã desta sexta-feira (18), na Pituba - já foi removida e a via nas ruas dos Maçons e Arthur Gomes de Carvalho liberadas. 

De acordo com a Codesal, o acidente foi provocado pela oxidação (ferrugem) na base da estrutura do tanque. Ainda de acordo com o órgão, uma equipe da Coelba foi deslocada para a realização da suspensão da fiação que caiu após o acidente.

"Ainda há um vazamento de água potável na mesma rua, que será reparada pela Embasa após a retirada dos cabos. As operações no local foram acompanhadas hoje pela Codesal", diz comunicado.

Caixa d'água de RedeMix despenca na Pituba e causa transtornos

(Foto: Sérgio Pinheiro/TV Bahia)

Apesar de ter tido grandes proporções e de ter causado transtornos - atingindo um poste de iluminação e derrubando o transformador - o acidente não teve feridos. 

Com a queda da caixa d'água, a rua onde fica o estabelecimento precisou ser interditada já no fim da manhã desta sexta-feira (18). 

Equipes da Polícia Militar (PM-BA), Bombeiros, Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) e Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) estiveram no local. 

Por meio de nota, o RedeMix informou que "o reservatório de água que serve a loja localizada na Pituba, na Rua Arthur Gomes de Carvalho, tombou, derramando água sobre a pista e atingindo parte da fiação da via pública. Não houve vítimas nem danos materiais a terceiros".

Ainda segundo a empresa, a loja foi construída há 5 anos por uma empresa especializada em construção de supermercados. "A caixa d’água foi produzida e instalada no mesmo período por uma empresa com know-how e tecnologia no segmento de reservatórios metálicos. A manutenção de toda a estrutura é feita periodicamente.
Os responsáveis pela obra da loja já estão no local e, juntamente com órgãos públicos, estão periciando a estrutura para detectar as causas da ocorrência. Desde já a RedeMix se desculpa pelos transtornos". Apesar do susto, a loja funcionou normalmente, das 6h30 ás 21h. 

De acordo com a Coelba, a queda da caixa d'água afetou um poste e danificou a fiação, o que provocou a interrupção do fornecimento de energia de 3.081 consumidores. "A Coelba atuou rapidamente e em menos de três minutos normalizou 50% dos clientes por transferência de cargas. Um novo bloco de consumidores foi normalizado às 12h38 e às 13h21 quase 90% dos clientes já estavam normalizados. Nesse momento, 339 consumidores encontram-se com o fornecimento interrompido.  A previsão de normalização do serviço é 15h, após a recomposição total da rede elétrica afetada", disse por meio de nota.

Já a Transalvador informou que a queda ocorreu por volta das 12h e que a rua precisou ser totalmente interditada. Equipes estão no local para monitorar o trânsito e orientar os motoristas que passam pelo local.

A PM, por sua vez, informou que foi acionada por volta das 12h40 e enviou equipes da 13ª Companhia Independente da PM (CIPM/Pituba) ao local. "No local, a guarnição da PM após isolar a área, acompanha os trabalhos dos agentes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e dos profissionais da Coelba que tentam reestabelecer a energia na região. Ninguém ficou ferido".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas