Apps e sites para buscar passagens baratas e planejar sua viagem em 2021

salvador
19.09.2020, 06:08:00
Fronteiras estão reabrindo em todo o mundo, mas é preciso cuidado (Anna Shvets / Pexels.com)

Apps e sites para buscar passagens baratas e planejar sua viagem em 2021

Confira quais países permitem entrada de brasileiros e como está reabertura do turismo no planeta

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Para quem não se contenta em viajar pelo Brasil e gosta de explorar o mundo, a pandemia do novo coronavírus foi um baque tremendo. A pergunta que ocupou a mente de qualquer viajante por natureza foi: “quando vou poder voltar a carimbar o meu passaporte”?

De fato, uma das premissas na luta contra uma pandemia é fechar as fronteiras dos países para estrangeiros. No caso dos brasileiros, por conta do rápido espalhamento da covid-19 por aqui, essas restrições foram ainda mais severas.

A essa altura, alguns países já retomaram a atividade turística e, poucos deles, reabriram suas fronteiras para brasileiros. Em outros, existe pelo menos um planejamento para isso. Assim, as companhias aéreas que atuam no Brasil, pouco a pouco, estão colocando passagens à venda.

Tenha calma

Ainda que você encontre várias passagens internacionais a partir de novembro deste ano, o mais seguro é programar a sua viagem apenas para 2021. Mais do que nunca, será necessário um planejamento a longo prazo. Mas, por onde começar?

O primeiro passo é ter consciência de como está a crise da covid-19 nos diversos países do mundo e a programação da reabertura deles para o turismo.

O segundo passo é pesquisar, com calma, por passagens aéreas, hospedagens e passeios com o preço mais adequado. Sim, porque com a desvalorização do real (um dólar está a R$ 5,27, frente a R$ 4,05 em dezembro de 2020), os valores aumentaram consideravelmente.

O CORREIO vai te ajudar: abaixo, trazemos a situação do turismo nos principais destinos do mundo e 10 aplicativos para buscar passagens aéreas e hospedagens.

Portas em automático?

Em teoria, existem países que nunca proibiram a entrada de estrangeiros. Apenas impuseram algumas condições bem rígidas, tornando a viagem inviável. Reino Unido e Irlanda, por exemplo, nunca fecharam as fronteiras. O visitante, no entanto, precisa passar por quarentena rígida de 14 dias num local informado às autoridades.

Londres exige 14 dias de quarentena ao visitante (Foto: Pexels.com)

Algo parecido aconteceu nos Estados Unidos. O governo Donald Trump exigiu que qualquer estrangeiro – não só brasileiros, portanto – que tivessem passado pelo Brasil e outros países de um determinado grupo faça quarentena de 14 dias num terceiro país, este fora da lista de restrições estadunidenses.

A maioria dos destinos no Caribe também permite a entrada de turistas brasileiros, mas será preciso apresentar um teste negativo para covid-19 e algumas outras exigências. O mesmo para países no norte africano como Marrocos e Egito.

Seu destino fica no Brasil? Confira nossos guias:

>> Pensando em viajar? Confira guia de como estão os destinos na Bahia
>> Quer viajar? Confira como está o turismo em mais cidades da Bahia
>> Vai viajar? Como está a retomada nos principais destinos do Brasil

Não se engane

Nesse exato momento, se você fizer uma busca nos sites e apps específicos, encontrará à venda passagens a partir de Salvador para destinos como Lisboa, Madri, Miami, Buenos Aires, Santiago e Dubai. Isso significa que você poderá entrar nos países? Não.

Essas passagens são para pessoas que possuem nacionalidade estrangeira ou que precisa viajar a trabalho ou por motivos de família. Por isso, é preciso ter em mãos o guia da reabertura nos diversos países.

No final da matéria, trazemos um resumo do protocolo nos principais destinos em cada continente. Se o seu destino não estiver na lista, o CORREIO recomenda dois serviços:

>> Painel do site Kayak com retomada nos diversos países
>> Painel da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA)

Site da IATA traz situação de voos em todo o planeta (Foto: Reprodução)

Planeje sua viagem

A melhor opção no momento é planejar a sua viagem com calma, pensando em datas em 2021. Ainda que o dólar esteja nas alturas, é possível encontrar preços atraentes em promoções que as companhias aéreas soltam esporadicamente.

Isso tem ocorrido com alguma frequência porque as empresas também estão em dificuldades econômicas, e estão vendendo passagens com muita antecedência para tentar estimular a volta do turismo no ano que vem.

O mesmo ocorre com as companhias de hospedagem ao redor do mundo. Pesquisando com calma e comparando os preços é possível, sim, obter uma boa oferta.


SITES E APPS PARA PLANEJAR A SUA VIAGEM

Decolar

Provavelmente, o nome mais conhecido do gênero. Começou como um site e app para buscar passagens aéreas baratas – que até hoje é o carro-chefe do serviço –, mas hoje é quase uma agência de viagens virtual com preços realmente atraentes.

Te permite buscar hospedagens, fechar passeios, comprar ingressos e ‘transfers’, alugar carro e até contratar seguro de viagem. Se você busca apenas programar a sua viagem, ele te oferece pacotes promocionais com tudo isso junto. Excelente para iniciantes.

Expedia

Mais um serviço na linha da agência de viagens virtual. Assim como os concorrentes, tem como carro-chefe a busca por passagens aéreas, mas te permite ainda comprar hospedagens, alugar veículos e fechar passeios, tudo no mesmo site.

O diferencial é que a empresa estadunidense é pioneira nesse serviço pela internet e já atua em quase todo o planeta. Com isso, tem uma gama de parceiros realmente ampla, além de controlar sites de hospedagens como o Hotels.com e o Trivago.

Kayak

Mais um site e app que segue a linha de te captar pela busca de passagens aéreas baratas, mas te oferece também serviços como hospedagens, passeios e por aí vai. O Kayak é multinacional e faz parte do maior serviço de hospedagens do mundo, o Booking.com.

O diferencial do Kayak talvez seja o seu blog, que oferece conteúdos realmente criativos e que podem ajudar no planejamento da viagem. Textos do tipo ‘top 10 destinos fora do radar’, ‘top 10 praias em alta’, ‘top 10 destinos econômicos’, entre outros.

Skyscanner

Esse também é um site e app de busca de passagens aéreas baratas, mas o seu diferencial é um pouco diferente dos três anteriores. O Skyscanner é ótimo para quem planeja fazer uma viagem a longo prazo e ainda não tem a data.

Isso porque ele vasculha as companhias aéreas e pode te oferecer visões bem amplas, como o melhor preço dentro de um mês e até dentro de um ano. Também permite que você registre o destino que deseja ir e receba um alerta no celular quando o preço estiver dentro da sua faixa.

Google Voos traz gráficos de preços (Foto: Reprodução)

Google Voos

Bom, esse é um serviço de busca de passagens aéreas do Google. E o que isso significa? Que o banco de dados dele é imenso, vasculhando centenas de companhias aéreas numa interface muito rápida e de fácil utilização. E também permite sincronizar com outros serviços do Google, como Gmail, Agenda, Mapas...

Também permite planejar viagens a longo prazo, procurando pelo menor preço ao longo de um ano. Você pode registrar um destino que deseja ir e receber um alerta quando o preço cair. E, por se tratar do Google, ele ainda oferece viagens baseadas no seu histórico de busca.

Passagens Imperdíveis

O Passagens Imperdíveis é aquele site que você, que quer viajar, mas não sabe para onde ir – só quer garantir que o preço seja uma pechincha –, precisa abrir todo dia. Ele é voltado para brasileiros: monitora as companhias aéreas que operam no país e faz uma postagem quando surge aquela promoção surreal, com valores totalmente fora da curva.

A questão é que essas passagens promocionais tendem a esgotar em questão de horas, então é preciso ficar atento. Para facilitar, o site tem um perfil de Instagram movimentadíssimo e criou um app para emitir alertas sempre que surge aquela promoção imperdível.

Melhores Destinos

Mais um site para você que preza pelo menor preço possível. O Melhores Destinos também é voltado para brasileiros: ele monitora as companhias aéreas que operam no país e publica um post sempre que surge aquele preço fora do normal. Também possui perfil no Instagram e no Facebook e um app para facilitar as notificações.

O diferencial do site é que ele oferece roteiros com ‘o que fazer’ nos principais destinos, e ainda tem guias tirando dúvidas básicas de qualquer viajante: como tirar visto, como trocar pontos por milhas, como fazer câmbio, quais as medidas permitidas de bagagem de mão...

Viaje na Viagem tem roteiros para o mundo todo (Foto: Reprodução)

Viaje na Viagem

Não importa se você tem experiência nível zero como viajante ou se já é um mochileiro por natureza: você vai se encontrar no Viaje na Viagem. O site tem uma lista de roteiros com ‘o que fazer’ para praticamente qualquer lugar do mundo. E os textos de Ricardo Freire, anfitrião do site, são objetivos e francos: ele se diferencia ao dizer o que vale a pena e o que é roubada.

Mas o diferencial do ‘VnV’ é que o site traz respostas para todas as perguntas que possam surgir na sua viagem. Sério. Isso porque a comunidade de fãs já passou por todo tipo de perrengue e escreveu um post de ‘solução’ para Ricardo Freire. Além de trazer guias para as dúvidas mais comuns: quais as moedas de cada país, como fazer câmbio, medidas de bagagem e por aí vai.

Guia Viajar Melhor

Mais um serviço indispensável para qualquer viajante, especialmente para os iniciantes. O Guia Viajar Melhor é ideal para você que não conhece nada dos destinos e quer ter uma informação, ainda que básica, para poder comparar e decidir para onde vai.

O destaque do site é trazer guias bem dinâmicos com ‘top 10’ ou ‘principais atrações’ de cidades e regiões em praticamente todo o mundo. O catálogo de textos é imenso. Com isso, dá para se ter uma ideia do que esperar de cada experiência, ver com qual você se identifica mais e aí sim buscar por uma passagem aérea.

TripAdvisor

Por falar em comunidade, o TripAdvisor é uma espécie de fórum de viajantes que evoluiu de maneira surreal e hoje é um serviço completo. O carro-chefe dele sempre foi trazer avaliações de quase tudo: restaurantes, bares, passeios, hospedagens. Os usuários vão lá, fazem o ‘check-in’ dizendo que estiveram no local e dizem o que acharam, com direito a fotos e tudo mais.

Só que hoje ele também te permite reservar hospedagem, fazer pedidos de refeições online ou reservar mesas em restaurantes, buscar passagens aéreas, alugar casas de temporada, alugar veículos, fechar pacotes de passeios... Ou seja, é possível fazer praticamente tudo dentro de uma viagem através desse serviço.

COMO ESTÁ A REABERTURA NO MUNDO

AMÉRICA DO SUL

No nosso continente, quase todos os países seguem fechados a estrangeiros, mesmo dentro do bloco do Mercosul. A perspectiva mais otimista é que as viagens sejam retomadas a partir de outubro.

Argentina

As fronteiras, inclusive terrestres, estão fechadas desde abril e o governo ainda não se pronunciou sobre a data de reabertura. Os voos internacionais estão suspensos pelo menos até o mês de novembro. Os voos da companhia aérea Aerolíneas Argentinas, que partem direto de Salvador para Buenos Aires ou Córdova, estão sendo vendidos com datas a partir de novembro.

Chile

Apenas cidadãos chilenos e pessoas com residência fixa podem ingressar no país, ainda assim sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias. Não há previsão de retorno. Você pode até encontrar passagens para Santiago, mas não se engane: quem for turista será barrado no aeroporto.

Equador

O país está aberto para brasileiros desde 6 de julho. No entanto, é preciso apresentar teste laboratorial negativo para Covid-19 emitido até 10 dias antes da viagem, além de passar quarentena obrigatória de 14 dias no país.

Bolívia: entrada permitida apenas para brasileiros que vivem em cidades fronteiriças, como Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e Guajará, em Rondônia.

Colômbia: o governo anunciou a proibição da entrada de estrangeiros pelo menos até 1º de outubro.

Paraguai: prefeitos de Foz do Iguaçu, no Brasil, e Ciudad Del Este, no Paraguai, negociam para reabrir a fronteira terrestre a partir de 26 de setembro. Os voos internacionais seguem suspensos.

Peru: os voos internacionais serão retomados em 1º de outubro, mas apenas para turistas dos Estados Unidos, México, Chile e Espanha. Não há previsão para brasileiros.

Uruguai: fronteiras fechadas para todos os estrangeiros.


AMÉRICA DO NORTE

Estados Unidos

O caso dos EUA é muito especial. Em teoria, turistas brasileiros não estão expressamente proibidos de entrar no país. A proibição, na realidade, é para qualquer estrangeiro que tenha estado no Brasil e em outros países de uma extensa lista nos 14 dias anteriores à viagem.

Isso significa que, caso o brasileiro passe 15 dias em outro país fora da lista de restrições estadunidense e depois viaje para os EUA, sua entrada será liberada. Será necessário, porém, a apresentação do visto americano, cuja emissão está suspensa desde março, além de responder questionário e prestar exames.

Pessoas que possuem residência permanente nos EUA ou que sejam cônjuges e filhos de americanos ou de residentes escapam da restrição. Até mesmo quem possui visto de estudante está proibido de entrar. Os voos para o país seguem operando, mas apenas para essas exceções, então não se engane.

Canadá: fronteiras fechadas para todos os estrangeiros, até mesmo para estadunidenses e mexicanos.

México: entrada liberada para brasileiros, mediante preenchimento de um questionário sobre as suas condições de saúde na chegada ao país.

México é mais um país aberto para brasieliros (Foto: Ricardo Esquivel / Pexels)


AMÉRICA CENTRAL E CARIBE

Costa Rica: entrada liberada para turistas de determinados países desde 1º de agosto, mas brasileiros estão fora da lista por enquanto.

República Dominicana: brasileiros são aceitos, porém é preciso apresentar teste PCR negativo para a Covid-19, realizado até cinco dias antes da chegada. Quem não apresentar o documento será testado no momento do desembarque e ficará de quarentena até o resultado.


EUROPA

União Europeia

Os países que fazem parte do bloco – com algumas exceções – estão recebendo turistas, mas apenas de estados-membro da UE ou de países selecionados. O Brasil não está na lista.

Brasileiros só podem entrar em países como Portugal, Espanha, Itália, Alemanha e França se provarem motivo razoável de trabalho, reunião familiar, saúde ou estudo. Quem possui residência permanente na Europa ou nacionalidade de algum dos países também pode entrar.

No entanto, em qualquer um dos casos acima, o brasileiro precisará apresentar um teste PCR negativo para Covid-19, realizado no máximo até 72 horas antes do desembarque.

Além de Portugal, Espanha, Itália, Alemanha e França, fazem parte da lista de países com as restrições acima: Holanda, Bélgica, Grécia, Áustria, República Tcheca e Dinamarca, entre outros menores.

É possível viajar pela Europa cruzando fronteiras a partir de países que aceitam brasileiros? Sim. Mas o turista terá que seguir primeiro as regras locais, e algumas são muito duras. Veja abaixo.

Croácia: apesar de fazer parte da UE, está recebendo turistas do mundo todo. É preciso apresentar reserva em meio de hospedagem na Croácia durante toda a estadia e passar 14 dias de quarentena.

Irlanda: outro membro da UE que aceita turistas de todo o mundo, desde que façam quarentena de 14 dias em local sinalizado em formulário de preenchimento obrigatório na entrada ao país.

Turquia: aceita turistas do mundo todo. Os visitantes passarão por teste PCR na chegada ao país. Se for positivo, ficará em quarentena.

Reino Unido: não faz mais parte da União Europeia e nunca restringiu entrada de estrangeiros. Esses, porém, devem fazer quarentena obrigatória por 14 dias em local sinalizado às autoridades.

Rússia: só tem aceitado visitantes por motivo de trabalho, família ou saúde. É preciso apresentar teste PCR negativo para Covid-19 ou atestado confirmando presença de anticorpos para a doença.


ÁFRICA, ÁSIA E OCEANIA

Austrália e Nova Zelândia: fronteiras fechadas para todos os turistas internacionais e sem previsão de abertura. Apenas residentes e cidadãos podem ingressar.

Catar: fechado para todos os viajantes. No entanto, pessoas se deslocando para outros destinos podem fazer conexão no aeroporto de Doha. Para isso, precisam apresentar teste PCR negativo no embarque.

Egito está aberto para brasileiros (Foto: Mouad Mabrouk / Pexels)

Egito: admitem visitantes do mundo todo, mas deverão passar por quarentena de 14 dias e preencher um termo de compromisso no desembarque.

Emirados Árabes (Dubai e Abu Dhabi): aberto para brasileiros. Porém, o turista precisa apresentar um exame PCR negativo para Covid-19 antes do embarque e será submetido a outro teste ao desembarcar. Quem testar positivo ficará 14 dias de quarentena obrigatória no país.

Marrocos: permite a entrada de brasileiros, porém devem apresentar dois testes negativos: um do tipo PCR e outro do tipo sorológico, ambos realizados em até 48 horas antes da partida.

China, Coreia do Sul, Índia, Isarael, Japão e Tailândia: fronteiras fechadas para todos os visitantes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas