Armandinho, da Fulô, representa artistas durante audiência na Câmara sobre São João

brasil
01.06.2021, 10:39:57
Atualizado: 08.06.2021, 09:29:25
(Foto: Divulgação)

Armandinho, da Fulô, representa artistas durante audiência na Câmara sobre São João

Artista irá defender seis propostas para atenuar os prejuízos do setor

Os impactos de mais um ano sem São João serão discutidos às 14h desta terça-feira (1) na Câmara dos Deputados durante uma audiência pública. No encontro, que será realizado de forma virtual, o cantor Armandinho, líder da banda Fulô de Mandacaru, irá apresentar seis propostas para atenuar os prejuízos econômicos sofridos pelos artistas.

Armandinho foi convocado pela deputada federal baiana Lídice da Mata. Já a presidente da audiência é a também baiana Alice Portugal.

As seis propostas defendidas por Armandinho são:

  1. Criação de auxílio emergencial, durante a pandemia, para artistas que atuam nas festividades Juninas, no percentual de 30% conforme sua comprovação de cachê.  
  2. Criação de auxílio emergencial, durante a pandemia, no valor de R$ 600,00 para os atores culturais diversos das festividades juninas (músicos, roadies, técnicos, trios de forró, bandas de pífanos, grupos de bacamarteiros, quadrilhas juninas, etc). 
  3. Criação de auxílio emergencial para Empresas, Associações e MEI´s de Forrozeiros, Trios Pé de Serra, e demais atores culturais, com o objetivo de sanar débitos e/ou parcelamentos sem juros. 
  4. Melhoria no processo de contratação das linhas de crédito ofertadas (PRONAMPE / FUNGETUR / PERSE), por parte dos bancos autorizados, tendo em vista que o processo burocrático para adesão às linhas de crédito está inviabilizando a contratação. 
  5. Liberação da segunda parcela da Lei Aldir Blanc que retornou aos cofres do Governo Federal, visando o repasse aos municípios e estados.  
  6. Criação de Projeto de Lei que autorize a contratação de live-show por parte dos municípios e estados durante a pandemia. As lives-shows estarão em cumprimento de todas as normas sanitárias vigentes.

As propostas foram pensadas após um encontro entre diversos atores culturais na última sexta-feira (28).

"Desde o ano passado, toda a cadeia de eventos ligados às festas juninas foi prejudicada. E nós, os artistas, fomos os mais prejudicados, pois a grande parte do nosso lucro anual vem neste período entre março e agosto, período dos festejos juninos", conta o artista.

A audiência poderá ser assistida através da TV Câmara, pela televisão ou internet.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas