Àttooxxá anima foliões em Carnaval na Boca do Rio

carnaval
04.03.2019, 20:06:00
Atualizado: 04.03.2019, 23:59:37
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Àttooxxá anima foliões em Carnaval na Boca do Rio

Apresentação é parte da programação do Carnaval dos Bairros, que acontece em outras seis localidades

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Como toda banda que se cria em Salvador, a Àttooxxá sabe do que a galera gosta. Juntou calor, joguinho de sedução, uma pitada de molejo e, pronto, está pronta a receita de um pagodão mil grau que, nesta segunda-feira (4), botou o povo pra suar no Carnaval da Boca do Rio, Orla de Salvador.

No calor, no calor, no calor, a viola chorou e o clima esquentou. A paráfrase da música Chora Viola, aposta do grupo para o Verão, não poderia ser mais apropriada para traduzir o cenário do show lotado que fizeram para os moradores da Boca do Rio.

Acompanhe todas as notícias do Carnaval Correio Folia 2019

Esse é só o segundo Carnaval da Àttooxxá, mas há quem aposte no grupo - que puxou um trio sem cordas no sábado (2), no Circuito Dodô, com Major Lazer, Tropkillaz, e participação de Anitta -, como um dos pontos altos da folia.  

Moradora da Boca do Rio, a pensionista Ginalva Santos, 49, confessou que não é muito chegada aos circuitos da festa.

"Eu não gosto da avenida. Acho muito muvuca. Pra quem é mais elétrico, ótimo, mas aqui eu tô perto de casa, mais confortável pra mim", disse ela, que trouxe o filho aniversariante para comemorar ao dom do Àttooxxá.

Isaías Santos fez 12 anos hoje e já foi logo mandando a real, disse que veio para dar "umas sarradas". Acompanhado da mãe, o menino disse que gostou da ideia de ter um Carnaval pertinho de casa. Quem gostou mesmo foi a mãe que, com uma latinha na mão, lembrou que economizou no transporte.

Os meninos da Àttooxxá fizeram geral sarrar (Foto: Tailane Muniz/CORREIO)

Casafolia
Por unimidade, quem esteve no Carnaval da Boca do Rio comemorou o fato de estar perto de casa. Gente como a doméstica Soaraia Fernandes, 41, que nem veio ver nenhuma banda específica, mas a proximidade de casa instigou, confessa. 

"É outra coisa, uma tranquilidade, fora que se eu cansar, volto pra casa. Achei ótimo que a gente tenha essa possibilidade, assim o Carnaval não passa batido", comentou a doméstica.

O Carnaval da Boca do Rio, que acontece em frente ao Multishop, conta com toda a estrutura de um circulo oficial: à venda, os foliões encontraram bebida e comida.

Era por volta de 19h quando o Àttooxxá, primeira atração da noite, subiu ao palco. Sobrou sarrada entre o público. Os meninos do pagodão elétrico mandaram hits conhecidos de outros carnavais, como Swing de Rua, do extinto grupo Gera Samba. E a dona de casa Luana de Carvalho quebrou tudo. Fã do grupo, ela saiu de Patamares, bairro vizinho, pra meter dança.
 

"Eu vou em qualquer lugar pra ver eles, perto de casa, então, melhor ainda", disse, alternando entre respostas e os versos de "Meu Coração Faz Tum Tum", sucesso do Àttooxxá.

Júlia e Francisca levaram os filhos para a folia perto de casa (Foto: Tailane Muniz/CORREIO)

Além do grupo, também se apresentam neste sábado as bandas Alegria e Release, além de Maira Lins e Amor Voraz.

As autônomas Júlia Francisca Pereira, 43, e Cíntia Souza, 30, comemoraram o Carnaval na esquina de casa. Elas disseram que não curtem mais o Carnaval nos circuitos oficiais da folia, pois agora têm dois pimpolhos, Guilherme Pereira, 6, e Alexandro Souza, 4, para cuidar.

"Eu já curto muito aquela agonia do Centro, mas agora é bom vir pra cá, pois conseguimos vir com eles, que também se divertem", contou Francisca.

Quem não pôde chegar hoje, pode vir nesta terça-feira (5), quando a Boca do Rio recebe a cantora Carla Cristina, além de Zé Paulo, Faustão e os Mongas, Tallowah e Boquinha da Garrafa para uma farra que costuma acabar só no início da madrugada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048