Aulão do ENEM reúne centenas de estudantes do Universidade para Todos

salvador
03.08.2019, 16:03:00
Atualizado: 03.08.2019, 16:18:12
Os professores do aulão na UNEB (Foto: Josenildo Almeida/Divulgação)

Aulão do ENEM reúne centenas de estudantes do Universidade para Todos

Preparatório pré-vestibular aconteceu no teatro da Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

O teatro da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), no bairro do Cabula, em Salvador, ficou lotado, neste sábado (3), para o aulão do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) com os estudantes do pré-vestibular Universidade para Todos (UPT). Promovido pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), o UPT é realizado em parceria com as quatro universidades estaduais (UNEB, UESC, UESB e UEFS), com o objetivo de fortalecer a política de acesso à Educação Superior aos estudantes concluintes e egressos do Ensino Médio da rede pública estadual.

O aulão aconteceu pela manhã e reuniu estudantes de Salvador e cidades da Região Metropolitana, a exemplo de Lauro de Freitas. A partir do tema “Por entre opressões e resistência que a História e a Literatura ensinam sobre a luta pelos Direitos Humanos”, foram revisados conteúdos das disciplinas de Redação, Literatura e História. Aulões com outras áreas do conhecimento serão realizados até a data da realização das provas, que acontecerão nos dias 3 e 10 de novembro.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, participou do aulão. Ele, que é professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), falou sobre a importância do projeto e aconselhou os estudantes sobre a necessidade do estudo e do controle emocional nesta fase de preparação para o ENEM.

“Esta é uma agenda muito emocionante, pois aqui na UNEB há um ambiente de muita expectativa dos estudantes de atualizar as informações e nossa também, mas que não é de peso no ombro de vocês. Tratem este momento compreendendo que somos parceiros de vocês: o Estado, a universidade, as escolas, as associações e os movimentos que estão aqui. Esta agenda do Universidade para Todos é para que a gente administre isso de forma coletiva, para ajudar vocês a realizarem seus sonhos de entrar na universidade”, falou o secretário.

Preparação para a realização de um sonho

O Aulão do ENEM foi especialmente emocionante para o estudante do UPT, Sandoval dos Santos Azevedo. Com 61 anos de idade, ele parou de estudar em 1982, ou seja, há 37 anos e, graças ao cursinho pré-vestibular, se prepara para entrar na universidade. "Eu sempre sonhei em ser um grande advogado e vi a oportunidade de entrar na UNEB. Nas aulas do cursinho, estou lembrando de assuntos que não via há muito tempo, tirando minhas dúvidas e anotando todas as dicas dos professores para me sair bem na redação. Assim, tenho certeza de que vou entrar na universidade e alcançar meu objetivo", comentou.

Seu Sandoval no meio da galera (Foto: Josenildo Almeida/Divulgação)

Igualmente motivada está a estudante Vanessa do Rosário, 19 anos. Ela já concluiu o Ensino Médio e diz que o UPT tem sido fundamental para que possa manter o ritmo de estudos. "O UPT me faz lembrar os assuntos que já foram estudados em sala de aula. Me deixa mais próxima da universidade pública, que acredito ser a melhor escolha para os estudantes oriundos de escolas públicas", avaliou.

Projeto de inclusão

O coordenador de projetos estratégicos da SEC, Marcius Gomes, falou sobre a abrangência do cursinho. “Este programa tem um alcance social muito grande. Por meio das nossas quatro universidades estaduais, o Universidade para Todos é realizado em 202 locais, distribuídos em 143 municípios da Bahia, incluindo 11.505 estudantes, que, com isto, aumentam as chances de ingressar no Ensino Superior. É importante destacar que este programa, ao longo de dez anos, já possibilitou o ingresso de mais de 20 mil estudantes no Ensino Superior. E estes aulões são algumas das estratégias utilizadas para promover a revisão dos conteúdos e, também, a integração e uma motivação a mais para os beneficiados”.

O reitor da UNEB, José Bites, também falou sobre o papel do UPT. “A UNEB é inclusiva e, nesta parceria com a Secretaria da Educação do Estado, colocou o UPT em todos os bairros de Salvador, dentro da Baía de Todos os Santos, nas aldeias indígenas e nos quilombos, para que todas as pessoas que não tinham oportunidade de estudar, possam fortalecer seus conhecimentos e tenham a oportunidade. E os resultados estão aparecendo e de forma crescente no vestibular da UNEB e das outras universidades públicas também”, afirmou.

A aula de redação foi ministrada pela professora especialista Líbia Gertrudes e pelos professores monitores Graziele Ferreira Santos e Márcio Caíque Santos Correia. A Literatura foi abordada pela professora especialista Ionaia Souza e pelos professores monitores Armando Januário dos Santos e Jennifer Ramos. Já a disciplina de História foi ministrada pela professora especialista Márcia Maria da Silva e pelos professores monitores Gleissia Santos e Matheus de Deus.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas