Bahia conta com 1,35 médico para cada mil habitantes

bahia
21.03.2018, 11:54:00
Atualizado: 21.03.2018, 12:26:42
(Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)

Bahia conta com 1,35 médico para cada mil habitantes

Média nacional é de  2,18 profissionais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Bahia possui 20.708 médicos para atender 15,3 milhões de habitantes. Ou seja, há 1,35 médicos para cada mil pessoas, enquanto a média nacional é de 
2,18 profissionais para a mesma demanda. Os dados são da pesquisa Demografia Médica 2018, realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com o apoio institucional do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Regional de Medicina de São Paulo. 

Dados do levantamento demonstram que somente o estado de São Paulo concentra 28% do total de médicos no país. O Distrito Federal, por sua vez, é a unidade federativa com a média mais alta (4,35), seguido pelo Rio de Janeiro (3,55). Já o Maranhão mantém a menor densidade demográfica (0,87), seguido pelo Pará (0,97). 

A pesquisa mostrou ainda que, em pouco menos de cinco décadas, o total de médicos no país aumentou 665%, enquanto a população brasileira cresceu, no
mesmo período, 119%. Apesar do salto na quantidade de profissionais, a maioria deles permanece atuando em capitais e grandes centros urbanos, cenário que compromete o atendimento em municípios do interior do país. 

Em Salvador, por exemplo, a média de profissionais por habitantes é três vezes maior do que a do estado. São 4,14 médicos para cada mil habitantes.
Isso ocorre porque, segundo a pesquisa, 59,1% dos profissionais da área do estado vivem na capital.

Dentre os 20.708 médicos que atuam na Bahia, 57,5% são especialistas e 42,5% generalistas, o que dá uma razão de 1,36 especialista para cada generalista.

Os homens representam 53,7% dos profissionais, contra 46,3% mulheres. A idade média dos médicos na Bahia é de 45,2 anos, com um tempo de formação médio de 19,3.

No estado, a clínica médica concentra a maioria dos especialistas (1.917), seguida pela cirurgia geral (1.615), Pediatria (1.510), Ginecologia e Obstetrícia (1.423) e Anestesiologia (1.043). As especialidades com menor número de especialistas são Genética Médica (10) e Medicina Física e Reabilitação (20).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas