Bahia é o 2º estado do Brasil com mais assassinatos de pessoas trans e travestis

bahia
28.01.2022, 18:28:00
(Reprodução )

Bahia é o 2º estado do Brasil com mais assassinatos de pessoas trans e travestis

Relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) foi divulgado nesta sexta-feira (28)

A Bahia saiu da terceira para segunda posição no ranking de assassinatos de pessoas trans e travestis em 2021. O dado é do relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), divulgado nesta sexta-feira (28). Treze ocorrências de morte violenta foram registradas no período. 

Mesmo avançando para a segunda posição, o cenário é menos pior em relação ao ano anterior, já que uma redução de 32% também foi confirmada. O levantamento da Antra é feito de forma quantitativa, porque o Brasil não produz dados demográficos a respeito da população trans. Assim como nos anos de 2017 e 2018, a Bahia fica atrás apenas de São Paulo. 

De acordo com o relatório, em todo o território nacional, pelo menos 140 vítimas destes grupos foram assassinadas. Do total, 135 eram travestis/mulheres trans, que correspondem a 96% dos casos. As outras cinco eram homens trans. 

A maioria das pessoas trans vítimas de assassinato em 2021 tinha entre 18 e 29 anos: 53% delas, o que indica a morte prematura de jovens. Em 28% dos registros, as idades variavam entre 30 e 39 anos.

Trans com idades entre 40 e 49 anos representam 10% das mortas, já no caso das vítimas entre 50 e 59 anos o percentual é de 3%.

Além disso, a Antra contabilizou um caso de pessoa trans assinada em 2021 com mais de 60 anos.

Em relação à ração e etnia, 81% são pessoas pretas ou pardas, 18% brancas e 1% indígenas.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas