Bahia está invicto após mudanças de esquema e de jogadores

e.c. bahia
04.03.2020, 05:00:00
Anderson só não venceu um dos cinco jogos que disputou como titular do Bahia em 2020 (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia está invicto após mudanças de esquema e de jogadores

Roger Machado promoveu Anderson e Rossi à condição de titular após derrota no Ba-Vi e eliminação na Copa do Brasil

As derrotas consecutivas para River, com consequente eliminação logo na primeira fase da Copa do Brasil, e Vitória, dentro de casa no primeiro Ba-Vi do ano, válido pela Copa do Nordeste, instauraram um clima de turbulência no Bahia no início de fevereiro. A pressão resultou em mudanças no time no jogo seguinte. Surtiram efeito, pois o tricolor não perdeu mais desde então. São três vitórias e um empate com o elenco principal - ao todo, o clube está invicto há seis partidas por causa dos dois triunfos dos aspirantes pelo Baianão no período.

O que mudou? Primeiro o esquema, que Roger Machado alterou do 4-3-3 com o tripé utilizado desde o ano passado para a formação em 4-2-4 que varia para 4-2-3-1. 

Entre os jogadores de linha, Rossi substituiu Daniel justificando a alteração tática. O camisa 11 correspondeu com três assistências em quatro jogos como titular - dois pela Copa Sul-Americana e dois pela Copa do Nordeste. 

Contudo, a mudança que mais chamou atenção foi a entrada de Anderson no gol, substituindo Douglas, antes titular incontestável, que começou o ano mal.

Douglas defendeu o gol do Bahia em apenas três jogos: no empate contra o Santa Cruz (0x0), em que saiu de campo expulso injustamente nos minutos finais, e nas duas derrotas citadas para River (1x0) e Vitória (2x0), tendo  falhado em ambas. Justamente as únicas vezes que o Bahia saiu derrotado em 2020.

Do outro lado, Anderson busca manter a sua série invicta de cinco jogos, sendo quatro após ganhar a vaga e um (contra o Imperatriz) porque Douglas, ainda titular, estava suspenso. São quatro vitórias e um empate com o goleiro de 36 anos defendendo a meta tricolor. Anderson sofreu três gols, a mesma quantidade sofrida por Douglas, porém disputou duas partidas a mais.

O desempenho credencia o goleiro a sonhar com algo além de tapar o buraco da má fase de Douglas. No sábado, às 16h, Anderson será titular novamente contra o Confiança, pela Copa do Nordeste. Caso siga invicto, ajudará o Bahia a encaminhar a classificação para a segunda fase.

*com supervisão do editor Herbem Gramacho

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas