Bahia recebe Ceará na Fonte Nova e mira recuperação no Brasileiro

e.c. bahia
05.12.2020, 05:00:00
Atualizado: 05.12.2020, 13:18:46
Bahia de Gilberto precisa vencer o Ceará para se recuperar e subir na tabela do Brasileirão (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia recebe Ceará na Fonte Nova e mira recuperação no Brasileiro

Tricolor entra em campo neste sábado (5), às 19h; veja prováveis escalações

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A meta é clara: vencer para subir na tabela e abrir distância de uma luta que ninguém quer participar. Depois de dois tropeços seguidos no Campeonato Brasileiro, o Bahia tem agora a chance de recuperação já que, neste sábado (5), recebe o Ceará, às 19h, na Fonte Nova, pela 24ª rodada.

Divididos entre Série A e Copa Sul-Americana, a ideia entre os jogadores do Esquadrão é obter na liga nacional os bons resultados que o time vem conquistando na competição internacional. Enquanto na Sula o Bahia é o único brasileiro vivo na fase quartas de final, no Brasileirão a equipe tem vivido altos e baixos.

Com 28 pontos, o tricolor inicia a rodada na 13ª colocação, a quarto pontos da zona de rebaixamento. Se vencer o Ceará, o Esquadrão ultrapassa o próprio adversário e pode ganhar até quatro posições, voltando para a nona colocação.

“Complicado dizer o que falta. A gente vê pelos números. Campeonato Brasileiro são mais de 20 jogos que a gente já fez. Na Sul-Americana, são menos jogos, bem menos, bem menos times que a gente enfrentou, acho que três times, de outros países. Então tem muitos fatores, jogos decisivos... Às vezes, o time entra mais ligado, o que é um erro. A gente tem que entrar ligado no Brasileiro do mesmo jeito que na Sul-Americana. Mas acaba acontecendo isso. Nós fizemos um primeiro turno bem abaixo, oscilamos bastante. Muita coisa a gente tem que mudar para o returno agora. Espero que a gente consiga dar uma arrancada tanto no Brasileirão quanto na Sul-Americana”, analisou o meia Daniel.

Por falar em Sul-Americana, vencer agora ganha ainda mais importância pensando no futuro próximo. Logo após o Ceará, o time iniciará as decisões contra o Defensa y Justicia, pelo torneio continental, e uma sequência pesada contra times que brigam pelas primeiras posições na Série A: Palmeiras, Flamengo, Internacional e Grêmio.

“A gente sabe também que essa sequência, no primeiro turno, dificultou bastante a gente. Começou na partida contra o Ceará. Mas agora é outro momento. Returno, como se fosse outro campeonato. A gente tem que ter consciência disso e saber que tudo é possível, que tem condições de vencer qualquer um desses times, sabendo que vai ser bastante difícil, mas que a gente tem condições de triunfar contra todos eles”, continuou Daniel.

Mano Menezes ganhou o reforço de Matheus Bahia perante o Ceará. O lateral esquerdo era dúvida, mas treinou e vai para o jogo. Anderson Martins, Lucas Fonseca e Élber seguem fora. 

Pedra no sapato
A missão de vencer neste sábado não será nada fácil. Pela frente, o Esquadrão tem uma verdadeira pedra no sapato. A última vez que o Bahia venceu o Ceará foi em 2018, pelo segundo turno do Brasileirão. Zé Rafael e Edigar Junio anotaram os gols no triunfo por 2x1. 

Em 2020 o Ceará tem sido o que se pode chamar de carrasco do Bahia. Em quatro jogos, o alvinegro venceu três e outro terminou empatado. O time cearense conquistou o bicampeonato do Nordestão ganhando do tricolor os dois jogos em Pituaçu na final. Por isso, o confronto pelo Campeonato Brasileiro tem um gostinho de revanche.

Por outro lado, o Bahia conta com o fator casa para fazer valer a sua força. Desde que voltou a atuar na Fonte Nova, o time perdeu apenas um dos cinco jogos que fez no estádio, justamente para o São Paulo (3x1), na rodada passada.

Prováveis escalações
Bahia: Douglas, Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Matheus Bahia; Gregore, Ramon e Edson (Daniel); Rossi, Gilberto e Fessin. O técnico Mano Menezes conseguiu efeito suspensivo do STJD e ficará no banco.

Ceará: Richard, Samuel Xavier, Tiago, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Pedro Naressi e Vina; Fernando Sobral, Cléber e Léo Chú. Técnico: Guto Ferreira.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas