'Batatinha frita 1,2,3': Boneca gigante de Round 6 vira atração em parque de Seul

em alta
26.10.2021, 20:29:00
Atualizado: 26.10.2021, 20:59:34
( JUNG YEON-JE / AFP)

'Batatinha frita 1,2,3': Boneca gigante de Round 6 vira atração em parque de Seul

Vestida de amarelo e laranja, Younghee tem quatro metros de altura

Não é novidade para ninguém que a série sul-coreana Round 6 é o maior lançamento da Netflix. A ficção, que estreou na plataforma de streaming em setembro, conquistou tantos fãs que uma réplica gigante da boneca que participa da brincadeira "batatinha frita 1,2,3", no primeiro episódio, foi inaugurada nessa segunda-feira (25) no Parque Olímpico de Seul, na capital da Coreia do Sul.

Com quatro metros de altura, a Younghee, fez com os visitantes do parque jogarem, nesta terça-feira (26), o jogo tradicional coreano "mugunghwa ggoti pieotseubnida" com música, que significa: mugunghwa (flor) floresceu, equivalente ao jogo "Batatinha Frita 1, 2, 3" da série.

Leia mais: Nada de ‘Batatinha frita 1, 2, 3’: saiba o que a boneca de Round 6 realmente fala

Alguns dos visitantes do parque foram vistos vestindo moletons verdes com o número "456", em referência ao traje usado pelo personagem principal do drama. Segundo um funcionário do parque, a boneca ficará exposta até o dia 21 de novembro.

Criminosos usam sucesso da série para aplicar golpes através de sites e aplicativos
Ciber criminosos estão aproveitando o sucesso estrondoso da série Round 6 para aplicar golpes. Através de aplicativos e sites que oferecem imagens, hits e episódios gratuitos da série, milhares de programas maldosos têm sido instalados ocultamente em diversos dispositivos eletrônicos.

De acordo com Lukas Stefanko, pesquisador da companhia de segurança ESET, mais de 5 mil celulares foram infectados por um vírus através de um aplicativo que prometia wallpapers - ou papéis de parede - com imagens da série.

Neste caso, fãs da série baixam o aplicativo com o intuito de encontrar fotos da obra, mas ao realizarem download do programa, acabavam instalando em seu smartphone um vírus capaz de roubar dados e cadastrá-los em serviços pagos via SMS - sem autorização do usuário. Este APP, porém, não está mais disponível, segundo informou o Google.

Já a Avast, empresa de soluções em segurança digital, afirmou que outros aplicativos, também utilizando a fama de Round 6, escondem vírus capazes de bombardear o usuário de anúncios indesejados e espionar seus celulares. Além disso, alguns sites com episódios gratuitos da série ou games, repletos de anúncios maliciosos e possíveis vírus, podem representar risco e roubar dados pessoais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas