Bebê reanimada por bombeiros durante incêndio está em estado grave

bahia
23.05.2022, 19:17:00
(Reprodução/TV Sudoeste)

Bebê reanimada por bombeiros durante incêndio está em estado grave

Menina de 9 meses sofreu queimaduras nas vias aéreas e passou por reanimação ainda no local

A bebê de 9 meses, que foi resgatada com vida durante um incêndio residencial em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, precisou ser reanimada por uma bombeira do 7º Grupamento de Bombeiros Militar da Bahia (7°GBM/Vitória da Conquista). O incidente aconteceu por volta das 2h da madrugada do último domingo (22), no bairro de Campinhos. Muito pequena, a menina foi vítima de queimaduras em vias aéreas e sofreu uma parada respiratória. O estado de saúde dela é grave. Ao todo, nove pessoas se encontravam na residência queimada, entre elas sete crianças com idades de 9 meses a 13 anos.

No mesmo local, morreram os irmãos Matheus Cauan de Jesus Amaral, de 1 ano, e Samuel de Jesus dos Santos, de 5. No quarto que foi foco no incêndio, além das duas vítimas fatais e a bebê de nove meses, estavam outras quatro crianças, que saíram sem ferimentos. Em outro cômodo estavam dormindo os pais das crianças, com exceção da bebê, sobrinha do casal. As vítimas foram assistidas por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urggência (Samu) e conduzidas para Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A causa do acidente ainda é desconhecida. O caso foi registrado pelo Departamento de Polícia Técnica e Plantão Central da Polícia Civil e agora está na 2ª Delegacia Territorial de Vitória da Conquista. Para a apuração, é preciso aguardar a perícia com o laudo cadavérico, que irá apontar o possível motivo do incêndio. Em seguida, a polícia irá instaurar inquérito e ouvir os envolvidos. Neste caso, a mãe, o pai, os dois adolescentes que estavam no local, uma menina de 13 anos e um de 12, além dos vizinhos.

Segundo o comandante do 7° GBM e tenente-coronel, Paulo Henrique Reis, há diversas causas que podem ser consideradas. “Normalmente, incêndio em residência é provocado por questões de vela acesa, curto-circuito, vazamento de gás de cozinha e produtos inflamáveis, a exemplo de álcool, [que] pode derramar e pegar uma ponta de ignição”, lista.

O fogo atingiu cinco cômodos da casa, que fica em um condomínio popular. O local de maior concentração, porém, foi o quarto onde as crianças estavam. O corpo de bombeiros foi acionado às 1h51 da madrugada pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) e chegou no local às 2h03. 

Para o atendimento ser rápido e diminuir as chances de óbitos, o tenente-coronel alerta sobre a importância de acionar rapidamente os bombeiros, sendo o tempo resposta fator primordial para ter controle da situação. Reis também atenta para cuidados preventivos, como evitar deixar velas acesas ao dormir, buscar um técnico responsável por avaliar a área elétrica da casa com frequência, distribuir as entradas elétricas para impossibilitar curtos-circuitos e trocar periodicamente o registro e a mangueira do gás de cozinha. 

*Com orientação da subeditora Fernanda Varela 
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas