Beleza do desfile do Afro Fashion Day Salvador teve cinco temas

bazar
22.11.2015, 18:38:00
Atualizado: 19.11.2018, 16:32:37
Os cinco blocos do desfile coletivo foram temáticos ( JARDIM 634/DIVULGAÇÃO)

Beleza do desfile do Afro Fashion Day Salvador teve cinco temas

Sunset, anos 70, P&B, étnico e total branco foram os nomes dos blocos; para cada um, uma maquiagem e cabelo diferentes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Black power: cabelos volumosos e pentes remeteram aos anos 70 (fotos: Jardim 634/divulgação)

A beleza do desfile-show do Afro Fashion Day Salvador foi brifada por Fagner Bispo, produtor de moda do evento, e executada por Dino Neto, que comandou um time de profissionais de maquiagem e cabelo formado por Mario Moraes, Luiz Santana, Val O’hara, Yan Striker, Romario Aragão, Joabe Moraes Neto, Eliana Pimentel, Rose de Brito, Vinicius Teles e Marcos Junquilho.


Onze profissionais de beleza executaram a beleza do Afro Fashion Day Salvador

Os cinco blocos do desfile coletivo foram temáticos e para cada um deles foi criada uma beleza diferente. Para o primeiro, Sunset, a inspiração foram as cores do pôr do sol. As modelos surgiram na passarela montada na praça da Cruz Caída com sombra em tons laranja e amarelo flúor, blush terracota e batom coral.


O bloco Étnico teve beleza inspirada em tribos africanas

O segundo bloco, Étnico, teve beleza inspirada em tribos africanas e suas pinturas. “Usamos uma sobra ouro com pontos brancos ao redor do rosto e finalizamos com batom bronze”, explica Dino. Na cabeça, as modelos usaram tecidos amarrados por Cristiele França, da Ori Turbantes.


Bloco preto & branco teve beleza sofisticada, com olhos escuros e bocas metalizadas

Os anos 70 deram o tom do terceiro bloco. “Criamos uma beleza com olhos e bocas bem coloridos e cabelo decorados com flores e pentes de garfo, que são símbolos da cultura flower power e black power, respectivamente”, explica Fagner. Já o bloco preto & branco teve uma beleza mais sofisticada, com olhos escuros e esfumados e bocas metalizadas.


45 modelos e convidados foram produzidos para o desfile

Um dos destaques do desfile foi o bloco final, todo branco, que trouxe as modelos com tranças. “Usamos uma sombra prata muito intensa para que a cor ficasse com tom de aço inox, e batons cobre claro”, revela Dino.

O Afro Fashion Day Salvador, realizado na sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, é uma realização do CORREIO com apoio institucional da prefeitura de Salvador, do governo do estado, através da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), do Senac-BA e do Hapvida.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas