Biel é expulso de restaurante em São Paulo: “Nunca fui tão humilhado”

entretenimento
14.09.2021, 17:12:51
Atualizado: 14.09.2021, 17:23:11
A cantor Biel disse que tirou o blazer porque estava com calor (reprodução)

Biel é expulso de restaurante em São Paulo: “Nunca fui tão humilhado”

O cantor levou a namorada, Tays Reis, para jantar e acabou sendo retirado do local porque vestia camiseta

O cantor Biel contou em suas redes sociais, na noite desta segunda-feira (14), que passou por um constrangimento no restaurante de luxo Terraço Itália, localizado no Centro de São Paulo, enquanto jantava com a namorada, Tays Reis. Segundo o cantor, ele foi convidado a se retirar do estabelecimento por conta da roupa que usava. 

"Quis trazer a Tays para jantar em um local que eu sempre quis frequentar, sempre quis trazer ela e muito louco que tem que estar de esporte fino. Eu vim de blazer e tirei porque estava com calor", começou ele.

"Pediram para que eu colocasse o blazer de volta ou me retirasse do estabelecimento, sendo que tinha, inclusive, mulher de vestido com alça, mostrando muito mais pele que eu. O gerente falou que comigo era diferente. Por quê? Por causa da tatuagem que eu tenho os dois braços fechados? Qual a diferença? Eu estou de esporte fino", relatou.

O vice-campeão de A Fazenda 12 disse que optou por sair do restaurante depois do tratamento que recebeu. "Nunca fui tão humilhado em toda a minha vida, papo reto. Tirei o blazer com calor e fui mandado embora. Pelo amor de Deus", completou.

O  restaurante explicou, em nota, que apenas a regata, que o artista usava quando tirou o blazer, não correspondia ao código de vestimenta exigido pelo estabelecimento. Além disso, o gerente lamentou o ocorrido e disse que Biel decidiu ir embora por conta própria.

"Lamentamos o ocorrido com o cantor Biel que não atendeu ontem, dia 13/09, no horário do jantar, as exigências necessárias para permanência no Terraço Itália. Compartilhamos em nossas reservas a informação sobre o dress code exigido para os que desejam frequentar o restaurante. A nossa equipe pediu educadamente para que o cliente vestisse o blazer, pois somente regata não comporta aos requisitos exigidos para todos que desejam ter uma experiência no local, porém o mesmo se recusou agindo de forma deselegante com os nossos funcionários. E não foi expulso, saiu por vontade própria", informou o gerente Alberto Cestrone, por meio de nota.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas