Bolsonaro a 'príncipe': 'Deveria ter sido vice, não esse Mourão aí'

brasil
13.11.2019, 11:14:52
Atualizado: 13.11.2019, 18:06:32

Bolsonaro a 'príncipe': 'Deveria ter sido vice, não esse Mourão aí'

Segundo Bolsonaro, a escolha de Mourão foi um 'casamento errado'

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

De saída do PSL, o presidente Jair Bolsonaro aproveitou a reunião de terça-feira (12) com a bancada do partido para manifestar arrependimento e dizer que preferia o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança como seu vice, e não o Hamilton Mourão.

“Príncipe, estou te devendo eternamente”, disse Bolsonaro. Bragança respondeu: “O que é isso. Deve nada, presidente!”. Segundo Bolsonaro, a escolha de Mourão foi um “casamento errado”. “Devo sim. Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado. E agora não tem mais como voltar atrás”, insistiu.

O príncipe, no entanto, não parece ter guardado mágoas por ter sido preterido. Ele avalia que Bolsonaro não precisaria dele para ganhar a eleição, mas de “alguém que fosse simplesmente leal. Na época, até fiquei aliviado porque ele me liberou para fazer outras coisas”, disse. As informações são da coluna da Mônica Bergamo.

Sem explicar muita coisa, o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) reagiu ao arrependimento de Bolsonaro e deu a entender que a escolha de Mourão foi feita às pressas, por causa de “fotos”.

“O Bolsonaro podia pelo menos falar para o Brasil porque na madrugada da convenção do PSL decidiu não levar o príncipe como vice. Me ligou às 5 da manhã do aeroporto do Rio, me pediu o celular do Levy Fidelix para poder ligar para Mourão. Conta das fotos, Jair Bolsonaro”, escreveu, no Twitter, o ex-aliado do presidente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas