Bolsonaro assina medidas que liberam nova rodada do auxílio emergencial

coronavírus
18.03.2021, 14:05:51
Atualizado: 18.03.2021, 14:56:59
(Divulgação)

Bolsonaro assina medidas que liberam nova rodada do auxílio emergencial

Duração do programa será de quatro meses, dois a menos do que na primeira rodada do auxílio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro assinou, nesta quinta-feira (18), as duas medidas provisórias (MPs) que liberam a nova rodada do auxílio emergencial a trabalhadores informais.

A duração do programa será de quatro meses, dois a menos do que na primeira rodada do auxílio. O valor das parcelas também será mais baixo do que o primeiro coronavoucher.

A parcela padrão do auxílio será de R$ 250. Mulheres chefes de família receberão R$ 375, enquanto pessoas que vivem sozinhas receberão R$ 150 por mês.

O novo coronavoucher será autorizado para apenas uma pessoa por família. Em 2020, era possível que até duas pessoas por lar recebessem o auxílio.

O custo total da nova rodada do auxílio emergencial será de R$ 44 bilhões, ante quase R$ 300 bilhões da primeira parte do programa assistencial.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas