Bolsonaro e Putin encaminham soltura de Robson na Rússia; Felipe Melo pediu apoio

em alta
22.11.2020, 19:38:00
Atualizado: 22.11.2020, 19:38:39
(Foto: Agência PR e Reprodução/TV Globo)

Bolsonaro e Putin encaminham soltura de Robson na Rússia; Felipe Melo pediu apoio

Brasileiro trabalhava como motorista quando foi detido com remédios proibidos transportados a pedido da família do seu patrão, o jogador Fernando

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os presidentes Jair Bolsonaro e Vladimir Putin acertaram a libertação do motorista Robson Nascimento de Oliveira, 48 anos, preso na Rússia há um ano e oito meses por entrar no país com remédios ilegais no país que eram destinados ao pai da esposa do jogador Fernando, ex-Grêmio com passagem pela Seleção Brasileira. 

O presidente brasileiro enviou uma carta no último mês pedindo a soltura do motorista e Putin, com quem Bolsonaro trocou algumas palavras durante a cúpula online do G20, sinalizou com uma saída. As informações foram divulgadas pela revista Época.

Na carta enviada a Putin, Bolsonaro argumentou que Robson entrou nessa situação por total desconhecimento da regra local. 

Felipe Melo
Bolsonaro ficou sabendo do caso através do capitão do Palmeiras, Felipe Melo, que pediu que ele intercedesse.

"O caso do motorista Robson Oliveira (trazido a mim via Felipe Melo/Palmeiras), ora preso na Rússia, é complexo, mas não impossível de ser solucionado", escreveu Bolsonaro em sua conta oficial do Twitter, no mês passado. 

"A justiça russa é bastante rígida, mas um perdão do Governo local será buscado por nós. Entramos no caso e o Brasil buscará, diplomaticamente, o retorno de Robson ao Brasil", acrescentou na ocasião.

O documento foi levado pessoalmente a Moscou pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad, e pela secretária de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia do Ministério das Relações Exteriores, Márcia Donner Abreu.

Robson está preso há um ano e oito meses na Unidade Penal de Kashira, na Rússia. Ele era motorista do volante Fernando, que jogava no Spartak Moscou (RUS) na época, e entrou no país com remédios ilegais para o sogro do jogador. Robson não tinha conhecimento da ilegalidade dos medicamentos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas