Bolsonaro: 'faltam ainda uma reforma administrativa e uma tributária'

brasil
09.01.2020, 21:55:00
Atualizado: 09.01.2020, 22:28:55
(Luiz Macedo/Câmara dos Deputados)

Bolsonaro: 'faltam ainda uma reforma administrativa e uma tributária'

Primeira reunião de 2020 com a equipe ministerial será na próxima terça-feira (14)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em transmissão ao vivo no Facebook ocorrida na noite desta quinta-feira (9), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), disse que no Brasil "faltam ainda uma reforma administrativa e uma reforma tributária", que viriam na sequência da aprovação da reforma da Previdência Social, ocorrida no fim de 2019.

Sem falar em datas para envio das reformas, Bolsonaro disse que deve fazer na próxima terça-feira (14,) a primeira reunião de 2020 com sua equipe ministerial.

Cheque especial
Na transmissão online, o presidente celebrou a queda dos juros do cheque especial, em vigor desde segunda-feira, 6. Bolsonaro disse que a queda na modalidade de crédito se deve ao novo parâmetro estabelecido pela Caixa Econômica Federal (CEF), que limitou a 5% os juros mensais do cheque especial.

"Sabe por que os juros ao mês do cheque especial passaram de 13% para 8%? Porque a Caixa passou para 5%. Então o Pedro Guimarães está de parabéns", disse ele, citando o atual presidente do banco estatal.

Segundo o presidente da República, Guimarães teria lhe dito que "está estudando para ver se diminui esse percentual", e citou a taxa básica de juros, atualmente em 4,5%, como referencial para os juros do cheque especial.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas