Bolsonaro proíbe 'lacrou' e outras 'palavras LGBT' em publicidade de estatais

brasil
26.04.2019, 18:50:24
Atualizado: 26.04.2019, 19:50:29
Presidente também disse que o Brasil não pode ser 'paraíso gay' (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Bolsonaro proíbe 'lacrou' e outras 'palavras LGBT' em publicidade de estatais

A determinação vale para todas as empresas públicas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro determinou, em reunião com o Banco do Brasil e agências de publicidade, que palavras como "lacrou" e outras consideradas do dicionário LGBT estão proibidas de serem veiculadas em qualquer tipo de publicidade ou divulgação de estatais.

De acordo com informações divulgadas pelo portal da Veja, a determinação vale para todas as empresas públicas.

O anúncio acontece após o presidente afirmar, em café com jornalistas nessa quinta-feira, que o Brasil não pode ser "paraíso do mundo gay".

“Quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade. Agora, não pode ficar conhecido como paraíso do mundo gay aqui dentro”, afirmou Bolsonaro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas