Brasil chega a quase 20 mil casos novos de covid-19 registrados em 24h

coronavírus
20.05.2020, 19:10:00
Atualizado: 20.05.2020, 19:21:04
(Shutterstock)

Brasil chega a quase 20 mil casos novos de covid-19 registrados em 24h

País tem 291.579 infectados e 18.859 mortes, 888 confirmadas entre terça e quarta

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dia após o Brasil registrar mais de mil mortes em 24 horas pela covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o Ministério da Saúde (MS) divulgou nesta quarta-feira (20) a maior quantidade de diagnósticos entre um dia e outro desde o início da pandemia: 19.951 casos confirmados, totalizando 291.579 infectados no país.

A pasta confirmou 888 mortes pela doença no país entre esta terça (19) e quarta (20). Com isso, chega a 18.859 o número de mortes pelo novo coronavírus. Ainda segundo o MS, 3.483 óbitos ainda estão em investigação e 156.037 casos seguem em acompanhamento. Cerca de 116.683 pacientes já se recuperaram da doença.

Vale lembrar, entretanto, que os números de diagnósticos e óbitos confirmados pelo governo não necessariamente ocorreram de nessas 24 horas. De acordo com o Ministério da Saúde, existem atrasos de até dois meses nos registros feitos pelas secretarias, provocados pela fila de testes, e que as confirmações podem refletir ocorrências desde o início da pandemia.

Nesta terça-feira (19), o Brasil passou, pela primeira vez, a marca de mil mortes pela covid-19 em um dia - foram 1.179 registros novos. A estratégia do governo diante deste cenário insiste no tratamento com cloroquina e hidroxicloroquina, apesar de não haver comprovação científica sobre a eficácia do medicamento em infectados pelo novo coronavírus.

Leia aqui todas as notícias sobre o novo coronavírus

Bahia
Nesta quarta-feira (20), a Bahia registrou 11.197 casos confirmados de covid-19, o que representa 17,43% do total de casos notificados no estado e 362 mortes, 36 a mais que no último boletim divulgado na véspera. Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que divulga os boletins, desde o dia 19 de maio, 2.377 casos confirmados aguardam validação dos municípios.

Considerando o número de 11.197 casos confirmados, 3.216 recuperados e 362 óbitos, 7.619 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 1.744 profissionais da saúde foram confirmados para covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 222 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (60,44%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (3.703,88), Itabuna (2.954,65), Ipiaú (2.833,91), Ilhéus (2.814,88) e Salvador (1.855,97).

O boletim epidemiológico registra 30.597 casos descartados e 64.243 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Cloroquina
Pela manhã, o Ministério da Saúde divulgou um protocolo sobre o uso de cloroquina e hidroxicloroquina nos tratamentos, sugerindo a adoção das medicações em casos leves da doença. Acompanhando o protocolo, a pasta também publicou um termo de consentimento a ser assinado pelo paciente sobre os riscos dos medicamentos.

O termo apresentado ao paciente frisa que "não existe garantia de resultados positivos, e que o medicamento proposto pode inclusive agravar minha condição clínica, pois não há estudos demonstrando benefícios clínicos".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas