Brasileiros são detidos em Machu Picchu por dano ao patrimônio

brasil
15.01.2020, 08:13:00
Atualizado: 15.01.2020, 08:17:06
Pedra foi arrancada por um turista argentino (AFP)

Brasileiros são detidos em Machu Picchu por dano ao patrimônio

Grupo defecou no local e um deles confessou que retirou uma das pedras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Seis turistas estrangeiros, entre eles dois brasileiros, foram presos por autoridades peruanas no domingo passado (12), por danificar a cidadela inca de Machu Picchu. Eles estiveram em áreas restritas e danificaram o famoso Templo do Sol, construído com blocos de granito há cerca de seis séculos. 

Os turistas detidos são os argentinos Nahuel Gómez, 28 anos, e Leandro Sactiva, 32 anos; a francesa Marion Lucie Martínez, 26 anos, o chileno Favián Eduardo Vera, 30 anos, e os brasileiros Cristiano Da Silva Ribeiro, 30 anos e Magdalena Abril, 20 anos.

(Foto: AFP)

Um deles confessou ter extraído uma pedra de um muro e funcionários relatam que parte do grupo defecou no local, que é considerado sagrado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas