Bruno Pivetti projeta Vitória pronto para jogar em menos de um mês

e.c. vitória
23.06.2020, 05:00:00
Atualizado: 23.06.2020, 16:27:33
Bruno Pivetti elogia preparo físico dos jogadores (Letícia Martins/ EC Vitória)

Bruno Pivetti projeta Vitória pronto para jogar em menos de um mês

Elenco rubro-negro fez primeiro treino técnico após a reabertura da Toca do Leão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nenhuma das quatro competições do calendário do Vitória em 2020 têm data definida para ser iniciada. Em andamento, o Campeonato Baiano, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil foram suspensos por causa da pandemia de coronavírus. Com estreia adiada, também ainda não há definição de quando a bola vai rolar na Série B do Brasileiro. Apesar disso, o novo técnico rubro-negro, Bruno Pivetti, projeta estar com o time pronto para entrar em campo em menos de um mês. 

“Nós conseguimos evoluir muito a equipe taticamente na primeira parte da temporada, felizmente conseguimos manter os jogadores ativos, não só do ponto de vista físico, com treinamentos online, mas também com o pressuposto tático, em que nós fizemos diversas reuniões para análise dos nossos jogos. Pelos jogadores não estarem saindo do zero, nós conseguiremos cortar um caminho interessante e tenho plena convicção de que estaremos prontos no dia 14”, afirmou ele durante entrevista realizada pela assessoria de imprensa do clube.

Nos bastidores, existe o desejo de que a Copa do Nordeste seja reiniciada no dia 14 de julho. A reta final do torneio regional será decidida em sede única, porém, cidade e datas ainda serão divulgadas pela liga organizadora. Salvador, Fortaleza e Recife são as opções, com favoritismo para a capital pernambucana. Tudo vai depender, no entanto, da liberação das autoridades de saúde. 

“Com o profissionalismo demonstrado pelos jogadores e staff técnico, nós temos a convicção de que estaremos bem preparados neste desafio, que provavelmente pode ser no dia 14. Ainda não temos a confirmação oficial, mas acredito que teremos plenas condições de desenvolver o nosso melhor futebol. É claro que essa situação atípica de nós competirmos três meses e depois pararmos três meses em função da pandemia torna o cenário um pouco mais dificultado, mas o que nos dá conforto é de que não estamos partindo do zero”, completou Bruno Pivetti.

Antes auxiliar, ele foi efetivado como técnico na sexta-feira passada, após o Vitória comunicar a demissão de Geninho. Ele assumiu o grupo no sábado pela manhã e nesta segunda-feira (22) já comandou um trabalho técnico com troca de passes e finalizações. 

“O contato foi o melhor possível. Como estava aqui desde agosto do ano passado, conheço bem o elenco, tanto os remanescentes da temporada passada como também aqueles que se juntaram a nós este ano. Participei ativamente do processo de montagem, conduzi a pré-temporada, fui responsável por colocar grande parte das ideias que defendemos em campo, então foi natural, uma vez que já estava aqui inserido ativamente no processo de trabalho da categoria profissional”, pontuou o ex-auxiliar.

Por causa da pandemia de coronavírus, a Toca do Leão teve as atividades suspensas no dia 17 de março e foi reaberta no último dia 16 após a Prefeitura de Salvador autorizar a retomada dos treinos de clubes de futebol profissional. Não está permitida a presença de público e os jogadores já estão cientes de que também não contarão com o apoio presencial da torcida nas arquibancadas quando os jogos forem retomados. Para evitar o contágio da covid-19, já é certo que as disputas acontecerão inicialmente com portões fechados.  

Na opinião do volante Jean, as tecnologias terão função importante neste momento. “Já tive essa experiência uma vez, em 2017, quando o Vasco teve que jogar alguns jogos sem torcida. Não é a mesma coisa, mas nós sabemos que o torcedor vai estar em casa e vai estar da sua maneira nos apoiando, através das redes sociais e YouTube do clube. Hoje em dia tem vários meios para o torcedor ficar mais perto da gente”, comentou.

“Vai ser diferente para nós atletas, dentro de campo não sentir o peso da torcida, mas por mais que ele vá estar no seu sofá, o torcedor pode ter certeza que nós vamos nos comprometer de todas as maneiras para honrar o escudo do Vitória, ter a mesma raça e vibração de quando o torcedor está na arquibancada. E aí, quando os portões se abrirem, a gente vai comemorar tudo isso junto”, finalizou Jean. 

Contrato renovado
O meia Eduardo, 20 anos, renovou contrato com o Vitória até dezembro de 2023. “É mais a realização de um sonho, não só meu como de toda a minha família. Espero até 2023 conquistar coisas grandes. Meu objetivo é desenvolver meu futebol e crescer profissionalmente”, garantiu o jogador, que chegou ao rubro-negro em 2016. 

Em janeiro deste ano, ele se destacou na Copa São Paulo de Futebol Júnior mesmo com o time tendo sido eliminado pelo Paraná, na segunda fase do torneio. Ao retornar para Salvador, foi integrado ao elenco principal, na época comandado por Geninho.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas