Calheiros faz apelo a jogadores da seleção para que não disputem a Copa América

brasil
06.06.2021, 14:09:23
Atualizado: 06.06.2021, 14:14:09
(Lucas Figueiredo/CBF)

Calheiros faz apelo a jogadores da seleção para que não disputem a Copa América

Senador envia carta a jogadores e diz que não participação do evento não seria um ato político e sim "gesto de respeito à vida"

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O relator da CPI da covid-19, senador Renan Calheiros (MDB-AL), enviou uma carta aos jogadores da seleção brasileira pedindo para que não disputem a Copa América de Futebol no Brasil.

A nota propõe uma reflexão aos atletas e apresenta quatro argumentos contrários à realização do evento no País neste momento. "As razões para a realização da Copa América na iminência de uma terceira onda da pandemia no Brasil não corresponde a opção sanitária mais segura para o povo brasileiro "

De acordo com o senador, a decisão de não realizar o torneio "não é um ato político, é um gesto de respeito à vida de milhões de famílias enlutadas pela morte e por cicatrizes incuráveis".

Em seu perfil no twitter, o parlamentar disse que "a seleção é motivo de orgulho. Disputar a Copa pode até gerar troféu. Não disputar, em nome de vidas, significará sua maior conquista".

Neste domingo, partidos de oposição no Distrito Federal, sindicatos e movimentos sociais organizaram uma carreata contra a realização da Copa América no Brasil. Eles se concentraram na Praça do Buriti, perto da sede do governo distrital, e saíram às 10h30 em direção à Esplanada dos Ministérios.

A carreata reuniu dezenas de carros, com os manifestantes gritando palavras de ordem como "Copa não, vacina sim" e "Fora Bolsonaro". Eles percorreram a Esplanada com faixas, cartazes e o apoio de um caminhão de som.

No sábado, a Conmebol fez uma reunião por videoconferência que contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro. Novamente, ele manifestou apoio à realização do evento no País. No entanto, há indicativos de que o elenco da seleção brasileira pode se recusar a participar. Líderes da equipe prometeram se pronunciar após o jogo da próxima terça-feira, contra o Paraguai, em Assunção, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048