Caminhões são incendiados na Bahia; vídeo mostra destruição

minha bahia
29.05.2018, 16:30:00

Caminhões são incendiados na Bahia; vídeo mostra destruição

Carga de 30 toneladas para alimentar frangos teria sido atacada por grevistas

Foto: Reprodução

A retaliação a uma operação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para desobstruir um trecho da BR-101, próximo ao município de Muritiba, no Recôncavo, terminou com dois caminhões incendiados. Os veículos são usados para transportar até 30 toneladas de alimento para frango, mas segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) estavam vazios no momento do incêndio. A ação aconteceu no Km 205, entrada da cidade.

Segundo a diretora-executiva da Associação Baiana de Avicultura (ABA), Patrícia Nascimento, a ação foi criminosa, e cometida por caminhoneiros em greve, insatisfeitos com o desbloqueio da via. 

“Isso é criminoso! É um absurdo. (...) A situação é crítica em todas as granjas. Os frangos já estão com 51 dias de vida, enquanto no ciclo normal as aves são retiradas com 42 dias. Essa greve já virou bagunça e chegou em um ponto que as pessoas só querem destruir o patrimônio do outro”, avaliou a dirigente da ABA.

Patrícia ainda contou que os caminhões incendiados não possuíam escolta, o que facilitou a ação criminosa. “Os veículos deram perda total. Não dá para aproveitar mais nada. Tudo foi completamente destruído pelo fogo”, relatou.

Um vídeo feito por outros motoristas mostra o estrago nos veículos. Assista.

Até a publicaçõa da reportagem, a PRF ainda não havia recebido denúncia sobre a ocorrência. Procurada, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou ainda estar apurando o caso. A delegacia do município de Governador Mangabeira, responsável pelo caso, declarou que até o momento nenhum boletim de ocorrência sobre a ação foi registrado no local.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas