Canonização de Irmã Dulce vai impulsionar turismo religioso, acredita trade

salvador
15.05.2019, 06:00:00
Atualizado: 15.05.2019, 06:08:14
(Foto: Marina Silva/Arquivo CORREIO)

Canonização de Irmã Dulce vai impulsionar turismo religioso, acredita trade

Caminho da Fé será construído entre o santuário de Irmã Dulce e a Basílica do Bonfim

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Além do impulso para a arrecadação das Obras Sociais de Irmã Dulce, a canonização de Irmã Dulce, anunciada nesta terça-feira (14) pelo Vaticano, irá movimentar o turismo religioso de Salvador. É o que acredita o trade turístico. Para o setor, a obra do Caminho da Fé, anunciada no ano passado pela prefeitura, poderá atrair milhares de pessoas à capital e incrementar o segmento.

Depois da requalificação da Colina Sagrada, na Basílica do Bonfim, a Cidade Baixa ganhará o “Caminho da Fé”, um espaço para peregrinação de fiéis entre o santuário de Irmã Dulce e a Basílica do Bonfim.

A Avenida Dendezeiros, no bairro do Bonfim, será requalificada com alargamento de uma das calçadas, arborização do caminho, maior iluminação pública, além da implantação de 14 totens informativos e acessibilidade.

Uma licitação do tipo menor preço foi lançada na última terça-feira (7) pela prefeitura de Salvador para a realização da obra. A abertura dos envelopes ocorrerá no dia 7 de junho deste ano. A empresa contratada executará a requalificação da Avenida para implantação do Caminho da Fé. Ainda não há data para início das obras ou previsão de finalização.

“Teremos, com certeza, um incremento na visitação do santuário de Irmã Dulce e do Caminho da Fé, no Bonfim. Esse olhar para Salvador movimentará as mais de 370 e tantas igrejas que a cidade possui. E o bom disso é que o turismo religioso não é sazonal, ele acontece durante todo o ano. Só precisamos, neste momento, que as obras da prefeitura fiquem prontas e que o município e o estado divulguem a canonização da forma que o momento merece”, afirmou o presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Silvio Pessoa.

Ele destacou que Salvador ainda engatinha na área do turismo religioso, mas espera que a canonização atraia fiéis à Salvador e gere emprego e renda, além do fortalecimento da fé da igreja católica.

O presidente do Salvador Destination, Roberto Duran, destacou que a confirmação de roteiros de peregrinação geralmente são realizados com a oficialização da canonização dos santos. “Esse processo irá potencializar de forma significativa a velocidade da consagração e da confirmação desse Caminho da Fé. Foi assim que aconteceu com Lourdes, Fátima, Lapa e é assim que acontece com esses roteiros", disse.

"Isso acaba incrementando toda a cadeia do turismo, já que as pessoas aproveitam o entorno da cidade. O turismo religioso é o principal motivo da viagem, mas os turistas também desfrutam outras potencialidades da cidade", afirmou Duran.

O assessor de memória e cultura das Obras Sociais Irmã Dulce, Osvaldo Gouveia, também comemora. "Para o turismo, vai ser fantástico. Vai ser bom para a própria economia da Bahia. Espero que tenha uma revitalização econômica dessa região dessa cidade. Já existe um plano nesse sentido, mas o estado precisa estar preparado, porque Irmã Dulce é do povo. Precisamos de logística, de segurança, de conforto, de bons restaurantes no entorno, de lojas de souvenir. Mas com o Bonfim e Irmã Dulce juntos, isso aqui pode se tornar um polo do turismo religioso", declarou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-zidane-renata-fan-recebe-parabens-de-david-beckham-assista/
Ex-jogador inglês enviou mensagem que foi reproduzida no ‘Jogo Aberto’, da Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais