Casal que se recusou a tomar vacina morre por covid-19 e deixa 4 filhos

em alta
20.08.2021, 13:19:01
(Foto: Reprodução)

Casal que se recusou a tomar vacina morre por covid-19 e deixa 4 filhos

Após ser internada, mulher pediu para tomar imunizante, mas médico disse que era tarde demais

Um casal anti-vacina do Texas morreu por covid-19 após recusar o imunizante "não acreditar" na eficácia. Após ser internada na UTI, a mulher pediu para tomar sua dose, mas os médicos disseram que era tarde demais. Os dois deixaram quatro filhos órfãos.

Lawrence e Lydia Rodriquez foram internados em julho em um hospital de La Marque, nos Estados Unidos. Após mais de três semanas hospitalizado, ele morreu no dia 3 de agosto. Com complicações que afetaram seu rim, Lydia morreu na manhã da última quarta-feira (17).

Sua prima, Dottie Jones, foi quem confirmou as mortes. Ela começou uma campanha no GoFundMe para ajudar os filhos a pagarem as despesas do hospital. Até a manhã de hoje, dos US$ 80 mil pedidos, as doações já haviam alcançado US$ 63.606.

"Eles não acreditavam em vacinas. Você tenta falar com eles, e Lydia simplesmente não gosta disso, não confiava nisso, eu acho", contou a prima em entrevista ao canal ABC13. "Antes de ser intubada, uma das últimas coisas que ela disse à irmã foi 'por favor, certifique-se de que meus filhos sejam vacinados'", disse Jones.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas