Casamento em igreja na Vitória é alvo de protestos por convidados não usarem máscaras

em alta
24.05.2020, 07:39:00

Casamento em igreja na Vitória é alvo de protestos por convidados não usarem máscaras

Paróquia foi notificada e diz que noivos e cerimonial sabiam da exigência
(Foto: Reprodução)

Um casamento que aconteceu na Paróquia da Vitória no sábado (23) foi recebido com protesto por parte de moradores, já que muitos convidados não usavam máscaras. A igreja será notificada por conta disso.

Eventos com até 50 pessoas de natureza religiosa, incluindo cultos, missas e casamentos não são considerados eventos licenciados, que precisem de autorização da prefeitura. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), portanto, as celebreções nas igrejas podem continuar, contanto que respeitem a quantidade máxima de pessoas e orientações de distanciamento. 

Imagens que circulam nas redes sociais mostram protestos de moradores. "Que vergonha! 20 mil mortes! Irresponsáveis todos vocês", diz uma mulher, citando o número aproximado de vítimas da covid-19 no Brasil até agora.

A falta do uso de máscaras, que contraria orientações da prefeitura, será notificada à igreja para que nos próximos eventos do tipo isso não ocorra mais.

As imagens mostram que havia menos de 30 pessoas na igreja durante a celebração, sem grande distanciamento entre si.

A Paróquia Nossa Senhora da Vitória divulgou nota afirmando que os noivos e a empresa que cuidou do cerimonial foram alertados da "obrigatoriedade do uso de máscaras, do limite de pessoas e do distanciamento exigido". Diz ainda que "infelizmente o que foi acordado não foi cumprido" e lamenta, reforçando que que tem comprometimento com as orientações sanitárias em todas as atividades que lá ocorrem.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas