CBPM lança cinco editais de licitação de áreas para produção mineral

especiais patrocinados
11.06.2021, 06:00:00
(Foto: Imagestock)

CBPM lança cinco editais de licitação de áreas para produção mineral

A expectativa é que a abertura dos envelopes ocorra até o final do mês de julho

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) lança, neste mês de junho, um edital de licitação para produção de níquel, cobre e cobalto, nos municípios Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado e quatro editais para produção de argila, nos municípios de Alagoinhas, São Sebastião do Passé e Camacã. As cinco licitações já contam com empresas interessadas e a expectativa é que a abertura dos envelopes ocorra até o final do mês de julho. 

As empresas vencedoras assinam contrato com a CBPM se comprometendo a investir em pesquisas complementares e, posteriormente, iniciarem a produção mineral.

Segundo o presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, a chegada de novas empresas no interior do estado deve contribuir para o desenvolvimento socioeconômico ao gerar emprego e renda.

“Além de pagar salários de duas a três vezes maiores que o comércio, a mineração contrata até 90% da mão de obra nas redondezas. O setor promove, ainda, uma forte dinamização da economia na região onde se insere, pois demanda toda uma cadeia produtiva de suprimentos e insumos”, diz. 

Empresas interessadas em participar das concorrências podem encontrar mais informações no site www.cbpm.ba.gov.br ou através do email copel@cbpm.ba.gov.br

Este conteúdo tem apoio institucional da CBPM e WWI e oferecimento da Mineração Caraíba e RHI Magnesita.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas