Chance de recomeçar: sem lesão, Ronaldo será titular na reestreia

e.c. vitória
21.07.2020, 05:02:00
Ronaldo durante treinamento na Toca do Leão (Letícia Martins / EC Vitória)

Chance de recomeçar: sem lesão, Ronaldo será titular na reestreia

Goleiro viu César chegar ao Vitória quando ele e Martín estavam lesionados, mas se recuperou durante a pandemia

As luvas de Ronaldo podem garantir a presença do Vitória nas quartas de final da Copa do Nordeste. Basta o goleiro fechar as traves diante do Botafogo-PB, já que um empate confirma a vaga rubro-negra sem depender de nenhum outro resultado. Válido pela última rodada da fase classificatória, o jogo marca a reestreia do Leão no regional e será disputado quarta-feira (22), às 20h, no Joia da Princesa, em Feira de Santana. 

Ronaldo garante estar pronto para o desafio, embora faça questão de deixar claro que a missão é do time inteiro. “Me sinto muito tranquilo, mas acho que a responsabilidade não é só minha e sim de todo o grupo. A gente não tem só um, dois ou três, mas sim 35 ou 40 pessoas no grupo que podem ajudar bastante. Cada um tem que assumir sua responsabilidade em prol do Vitória para fazer uma boa partida e classificar”.

A classificação rubro-negra pode ser comemorada até mesmo com uma derrota. O Vitória só fica de fora da próxima fase do Nordestão se perder para o Botafogo-PB e os três concorrentes abaixo dele na tabela vencerem: Náutico, Ceará e Santa Cruz. Com os mesmos 13 pontos do Confiança, porém com um triunfo a menos (4 contra 3), o rubro-negro é o segundo colocado do Grupo B. Os quatro primeiros colocados de cada chave avançam.

“A gente entrou em todos os campeonatos este ano para poder sempre brigar por títulos. Nosso comprometimento tem sido enorme. Nós temos trabalhado muito forte para poder estar no topo da tabela, que é onde o Vitória merece estar”, avisa Ronaldo.

Revelado na Toca do Leão, o goleiro de 23 anos volta ao time após se recuperar da lesão muscular na coxa que o tirou dos dois últimos jogos disputados pelo Vitória antes da paralisação das competições. Lucas Arcanjo o substituiu contra Ceará e River.

Como Martín Rodríguez também se recuperava de lesão, a diretoria rubro-negra foi ao mercado e anunciou a contratação de César em 12 de março, só que cinco dias depois as atividades na Toca do Leão foram suspensas para evitar contágio da covid-19. Sem espaço no Coritiba, César, 25 anos, rescindiu com o Coxa na esperança de assumir a camisa titular vermelha e preta. A pandemia, no entanto, acabou dando a Ronaldo o tempo que ele precisava para se recuperar. 

“Estou 100% e até um pouco mais. Meu tratamento foi muito bom. Estou recuperado há um mês e meio e os treinamentos têm sido bem fortes. O pessoal da fisioterapia está de parabéns, pois conseguiu me deixar 100% para conseguir fazer grandes jogos e ajudar o Vitória”, projeta.

Ronaldo defendeu o gol em oito partidas nesta temporada, seis pela Copa do Nordeste e duas pela Copa do Brasil. Ele assumiu na estreia do regional, contra o Fortaleza, após Martín Rodríguez se machucar, e foi titular contra Sport, Bahia, Imperatriz, Freipaulistano, CRB, Lagarto-SE e ABC, último jogo disputado por ele, no dia 8 de março.

O elenco do Vitória tem 41 jogadores, sendo cinco goleiros. Além de Ronaldo e César, estão à disposição Lucas Arcanjo e Yuri Sena, mais novo entre os arqueiros, com 21 e 19 anos, respectivamente. 

O uruguaio Martín Rodríguez, 30 anos, ainda não foi liberado. “Independentemente da chegada do César, meu foco não depende dos outros e sim de mim. A chegada do César ajudou a manter o nosso nível o mais alto possível, mas acho que o foco vem de mim. Não necessariamente precisava trazer outro goleiro para brigar por posição para eu ter que focar”, afirma Ronaldo, que larga na frente no primeiro jogo comandado pelo novo técnico Bruno Pivetti.

O desafio do goleiro é também do clube. Afinal, já faz um bom tempo que o Vitória não passa uma temporada tendo um único jogador como referência no gol. A última vez que isso aconteceu foi em 2017, com Fernando Miguel, atualmente no Vasco.

Em 2018, Fernando Miguel começou o ano como titular, perdeu a posição para Caíque, que deu lugar a Elias, que passou para Ronaldo e por fim João Gabriel ganhou a vaga.

Em 2019 houve revezamento entre João Gabriel, Caíque, Ronaldo, Lucas Arcanjo e Martín Rodríguez, que virou titular absoluto durante a Série B e acabou com a instabilidade no gol até se lesionar em janeiro deste ano.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas