Cidade baiana é multada em R$ 940 mil por falta de regulamentação do trânsito

bahia
14.06.2021, 09:38:00
Atualizado: 14.06.2021, 09:38:40

Cidade baiana é multada em R$ 940 mil por falta de regulamentação do trânsito

O município se comprometeu a regulamentar o trânsito da cidade há 11 anos, mas não cumpriu o acordo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Tribunal de Justiça acatou recurso interposto pelo Ministério Público estadual e estabeleceu multa de R$ 940 mil para o Município de Paripiranga, em razão de descumprimento de acordo judicial, realizado há mais de 11 anos, no qual o Poder Público municipal se comprometeu a regulamentar o trânsito da cidade. O agravo de instrumento foi acatado no último dia 7, parcialmente, por unanimidade, pela Primeira Câmara Cível do TJ.

O recurso do MP contestou decisão judicial que reduziu a multa imposta ao Município a multa de R$ 4,25 milhões para R$ 50 mil. O MP argumentou que redução tão grande no valor resultaria em incentivo à Administração Pública municipal em seguir sem regularizar o trânsito local. O argumento foi seguido pelos desembargadores que destacaram o longo período de inadimplência do acordo pelo Município, realizado “em período muito anterior ao início da pandemia da Covid-19”. Na decisão, a Primeira Câmara manteve a prorrogação do prazo para regularização até o dia 31 de dezembro de 2022.

A multa de R$ 940 mil é a mesma estabelecida no primeiro pedido de execução feito pelo MP. O acordo descumprido decorreu de ação civil pública ajuizada, em 2005, pelo promotor de Justiça Gildásio Amorim. O recurso, um agravo de instrumento, foi impetrado pelo promotor de Justiça Ariel José Nascimento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas