Cinco formas de ganhar um dinheiro extra na quarentena

coronavírus
10.08.2020, 05:00:00
(Foto: Shutterstock)

Cinco formas de ganhar um dinheiro extra na quarentena

Ganhos podem chegar a R$ 2 mil, a depender da plataforma online; veja algumas opções

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A perda de renda provocada pela crise, deixou o orçamento de muita gente no vermelho. No entanto, os boletos não param de chegar até que o salário retorne ao que era antes ou a pandemia termine. E aí o jeito é mesmo buscar uma alternativa de renda extra e sem precisar sair de casa. 

O CORREIO listou cinco maneiras de ganhar dinheiro sem precisar furar a quarentena (veja abaixo). No levantamento tem opções desde a venda de itens infantis usados, a serviços remotos, agentes de e-commerce, instrutor de aulas virtuais e indicações para amigos. 

A depender da plataforma, o ganho médio pode chegar a R$ 2 mil, em sites como, por exemplo, a Just Virtual Real, onde é possível trabalhar como assistente virtual. Segundo a sócia e consultora na Just, Michelle Diniz, a demanda de serviços na plataforma aumentou 80% e o número de cadastros de clientes chegou a 37% só no último mês. 

Os assistentes remotos podem realizar trabalhos de gestão de e-mails, suporte, transcrição, resumo de lives, financeiro, digitação entre outras funções daquele que é o ‘braço direito’ de um profissional, como complementa Michelle. 

“Também temos registros de profissionais que já atingiram valores de R$ 5 mil a R$ 10 mil. No nosso modelo atual de negócio, não retemos nenhum percentual do ganho do profissional. A nossa monetização ocorre na certificação do assistente, vitrine para estes profissionais e nos serviços de consultoria para o cliente que precisa do nosso suporte”. 

Mas também é possível conseguir uma grana a mais com a venda de itens usados, que não cabem mais nos filhos. Nos últimos quatro meses, as 20 lojinhas que mais venderam na plataforma Ficou Pequeno receberam, em média, R$ 1.328,00 por mês, já descontados as taxas. Esse valor cresceu mais de 40% depois do início da pandemia, como afirma o idealizador e gestor do site, Alexandre Fischer. 

“Apelidamos de 'comércio afetivo', um carinho que passa de mãe para mãe. Vamos lançar essa semana uma nova ferramenta de geolocalização que vai permitir encontrar produtos mais próximos e com frete mais barato”, pontua. 

A comissão da plataforma é de 20%. “Quem vende, recupera parte do que investiu em produtos escolhidos com tanto carinho e quem compra, economiza bastante, adquirindo produtos quase novos ou nunca usados, das melhores marcas e fazendo girar a roda do consumo sustentável”. 

Mais opções 
Outra chance de ganho está nas ofertas de aulas virtuais. A Udemy permite que qualquer pessoa conhecedora de um assunto específico crie um curso na plataforma, se tornando assim um instrutor. 

“O faturamento varia muito de instrutor para instrutor, de acordo com o número de alunos e o preço dos cursos publicados. O percentual recebido pelos instrutores funciona assim: se o aluno encontrou o curso direto no site, o instrutor ganha 50% do valor do curso e a Udemy fica com os outros 50%. Já se o aluno comprou o curso através de um link gerado pelo instrutor, ele fica com 97% do valor do curso e a Udemy com 3%”, explica o diretor de negócios da plataforma para a América Latina, Sergio Agudo. 

Nesse caso, a dica é escolher um assunto que pode atrair bastante atenção dos alunos. “Alguns dos tópicos que mais interessam os nossos alunos brasileiros são os de marketing, tecnologia, design gráfico e Excel, por exemplo. Outra dica é reservar um tempo para acompanhar os feedbacks dos alunos e agir de acordo com eles”, aponta. 

Vale também pegar a lista de contatos inteira e indicar a conta PagBank gratuita. Inclusive, não há limite de indicações. Quem indicou ganha R$ 10 e o indicado, R$ 20.

“Tudo é feito sem burocracia, de forma digital, diretamente no aplicativo. Tivemos 24% de crescimento no 1º trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior. No PagBank, são quase 4 milhões de clientes, o que representa 234% de crescimento ano contra ano”, analisa o do PagSeguro PagBank, Ricardo Dutra. 

Para a educadora em finanças pessoais, Carol Stange, ainda que renda extra não seja fixa, qualquer novo recurso ajuda muito nesse momento, seja para quem precisa complementar a perda salarial ou para quem quer também usar esse dinheiro para começar uma reserva financeira. 

“É preciso pensar como empreendedor, mesmo para projetos pequenos ou informais. Planejamento financeiro, mapeamento do mercado, identificação do perfil de cliente, custos de produção e tempo disponível é o mínimo a ser considerado, antes de iniciar em qualquer atividade que vai trazer uma nova fonte de ganho”, aconselha a especialista. 


DICA DA SEMANA: RENDA EXTRA NA PANDEMIA

Venda de usados Tudo que não cabe, não se usa ou não serve mais pode ser vendido em plataformas de usados. O site Ficou Pequeno é especializado em itens infantis, mas o consumidor tem à disposição também o Enjoei, o Repassa e o Troc

Aulas e cursos online O mercado de cursos digitais se favoreceu bastante no isolamento social. É possível vender este conteúdo em plataformas como a Udemy. Percentual de ganho é de 50% a 97% do valor do curso (através de um link gerado pelo instrutor). 

Agente de e-commerce Aqui existe um grande número de lojas virtuais que ofertam esta possibilidade. As comissões variam, a depender do e-commerce. Magalu e Natura  são algumas das lojas que contam com esse serviço. Confira as condições de cadastro e participação nos sites das lojas. 

Indicações via PagBank Cada convite enviado a um amigo para abrir uma conta digital PagBank vale R$ 10. Não há limite de pessoas indicadas. 

Assistente remoto A plataforma Just Virtual Real, inclusive, realiza o treinamento deste profissional para atuar de forma remota com a mediação da plataforma. A adesão ao Clube Sou AV custa R$ 79,90 (por mês/ sem fidelidade) e dá acesso ao curso de como ser Assistente Virtual Express.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas