Cinco pessoas são presas em operação contra furto de energia na Bahia

bahia
16.09.2020, 13:53:00
Atualizado: 16.09.2020, 14:10:01
(Divulgaço/Polícia Civil)

Cinco pessoas são presas em operação contra furto de energia na Bahia

Redes clandestinas foram identificadas e desativadas em cidades do interior

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Cinco cidades no interior da Bahia foram alvo de uma operação para combate ao furto de energia elétrica, com a prisão de cinco pessoas em flagrante pelo crime. A ação, que começou na terça-feira (15), aconteceu em propriedades rurais nos municípios de Juazeiro, Senhor do Bonfim, Rodelas, Campo Formos e Alcobaça. As redes elétricas construídas clandestinamente foram desativas, com recuperação de 2,3 milhão de kWh de energia, equivalente ao consumo de energia de 20.000 residências durante um mês inteiro.

Cabos, transformadores e fusíveis foram apreendidos por equipes da Departamento de Polícia do Interior (Depin), que tiveram apoio da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). Redes clandestinas foram desligadas e outros equipamentos usados para desviar energia foram localizados. Todo material apreendido será periciado. 

A diretora adjunta do Depin, delegada Ana Karian Sampaio Guerra, afirmou que se trata de uma operação muito importante. “O desvio de energia é uma ação criminosa que prejudica toda sociedade”, destacou, afirmando que outras cidades também terão a operação.

A Bahia concentra a maioria dos alvos da operação. Peritos criminais e agentes da Polícia Civil do Estado identificaram, com o apoio técnico da Neoenergia, furto de energia em 12 propriedades como grandes fazendas de irrigação e plantação de café e cultivo de camarão nos municípios de Juazeiro, Valença, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso e Senhor do Bomfim. As equipes desativaram redes elétricas construídas clandestinamente e recuperaram 2,3 milhão de kWh de energia, equivalente ao consumo de energia de 20.000 residências durante um mês inteiro. Cinco pessoas foram autuadas em flagrante e encaminhadas à delegacia.

De acordo com a Coelba, a operação aconteceu também em outros estados, com maior concentração na Bahia. Segundo a empresa, foi identificado furto de energia em 12 propriedades como grandes fazendas de irrigação e plantação de café e cultivo de camarão nos municípios de Juazeiro, Valença, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso e Senhor do Bomfim. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas