Cinco PMs estão entre suspeitos de ataque a assentamento em Catu de Abrantes

bahia
21.11.2021, 09:25:00
(TV Bahia/Reprodução)

Cinco PMs estão entre suspeitos de ataque a assentamento em Catu de Abrantes

Moradores relatam tiros, imóveis derrubados e destruição de utensílios domésticos

Cinco policiais militares estão entre os envolvidos em um ataque que aconteceu em um assentamento em Catu de Abrantes, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, na madrugada deste sábado (20). A informação foi confirmada pela própria PM.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta de 1h15, nas imediações do Sítio Tererê. Vários carros com 22 pessoas armadas e encapuzadas, entre elas cinco policiais militares, invadiram o sítio e começaram a atirar. Moradores acionaram uma equipe da 59ª Companhia Independente da PM (CIPM/Vila de Abrantes) e informaram que um grupo havia derrubado imóveis, ateado fogo em utensílios domésticos e teria deixado o local pela Via Metropolitana.

Ainda de acordo com a PM, logo em seguida a viatura que foi ao local começou a fazer rondas e encontraram um trator e alguns veículos de passeio em comboio, próximo à Praça de Pedágio, sentido Simões Filho. Eles foram abordados "com busca pessoal em todos os implicados na ocorrência, entre eles cinco policiais militares".

Os envolvidos foram levados à 27ª Delegacia (Itinga) e apresentados. Com eles, foram apreendidos os veículos e materiais. Em seguida, os PMs foram encaminhados para Corregedoria-Geral da Polícia Militar e, segundo a autarquia, haverá "adoção das medidas cabíveis".

A Polícia Civil, que investiga o caso, informou que os 22 suspeitos foram autuados em flagrante e acrescentou que são investigados os crimes de incêndio em casa habitada ou destinada a habitação; esbulho possessório com uso de violência; roubo com aumento de pena pelo concurso de pessoas; e associação criminosa. Não necessariamente as 22 pessoas responderão por todos os crimes. A polícia acrescentou ainda que, "a princípio, todos os autuados responderão a inquérito policial. As investigações terão continuidade para o esclarecimento das autorias e dos crimes".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas