Cinco vítimas de queda de avião em Maraú são transferidas para SP

salvador
19.11.2019, 17:09:00
Atualizado: 19.11.2019, 21:49:38
Acidente aconteceu em Maraú, no Baixo Sul (Foto: Dudu Face/Camamu Notícias)

Cinco vítimas de queda de avião em Maraú são transferidas para SP

Pacientes estavam no HGE e foram levados para o Hospital Albert Einstein

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Cinco vítimas do acidente de avião em Maraú, no Baixo Sul do estado, foram transferidas de Salvador para São Paulo, nesta terça-feira (19). Elas estavam internadas no Hospital Geral do Estado (HGE) e foram levadas para o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, através de uma UTI aérea.

Foram transferidos os pacientes Marrie Cavelan, de 27 anos; Marcelo Constantino, 28, que é neto de Nonô Constantino, fundador da Gol; Eduardo Mussi, 33, viúvo de Maysa Mussi, segunda morte confirmada no acidente; Eduardo Trajano, 38, e Eduardo, de 6 anos, filho de Eduardo Trajano e Marcela Brandão Elias, única que morreu logo após a queda.

O acidente aconteceu na quinta-feira (14) e deixou uma pessoa morta e nove feridos. Nos dias seguintes, outras duas pessoas morreram, Maysa Mussi e o ex-piloto Tuka Rocha, e sete permaneciam internadas em estado grave no HGE. Com a transferência dos cinco pacientes, permanecem em Salvador o piloto da aeronave Aires Napoleão, 66 anos, e Fernando Oliveira Silva, 26.

As irmãs Marcela e Maysa, e o ex-piloto Tuka foram as vítimas fatais do acidente (Foto: reprodução)

A jornalista e relações públicas Marcela Brandão Elias, 37, foi a primeira vítima fatal. Ela morreu no local do acidente, na quinta-feira (14), mas o corpo precisou ser transferido para Salvador para ser identificado. Ele estava carbonizado e, por isso, serão precisos exames mais específicos.

Dois dias depois, a irmã dela Maysa Mussi, 27 anos, que também estava no avião, teve a morte confirmada. Ela estava internada no Hospital do Subúrbio desde o dia do acidente. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) informou que o corpo de Maysa permanece no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, no bairro dos Barris, aguardando a família.

No domingo (17), foi confirmada a morte do ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha, 36 anos. O corpo dele foi levado pela família para São Paulo, onde foi velado e enterrado no Cemitério do Morumby, nesta terça-feira (19). Famosos como Rubens Barrichello, Otávio Mesquita e Marina Ruy Barbosa comparecem à cerimônia.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que não divulga o estado de saúde dos pacientes, mas contou que a maior parte deles está sob efeito de sedativos, por causa da forte dor pelo corpo, e alguns chegaram a precisar de anestesia geral para que a equipe médica pudesse fazer o processo de limpeza e curativos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas