Clipe com Caetano, Ivete e Gil marca volta da campanha 'Natal sem Fome'

brasil
21.10.2020, 09:25:00
Atualizado: 21.10.2020, 09:27:37
(Reprodução)

Clipe com Caetano, Ivete e Gil marca volta da campanha 'Natal sem Fome'

Doações podem ser feitas em site; música reúne dezenas de artistas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A campanha Natal Sem Fome lançou essa semana um clipe com diversos artistas da música brasileira cantando "Quem tem fome, tem pressa". Participam da iniciativa Caetano Veloso, Ivete Sangalo, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Daniela Mercury e mais nomes de destaque do cenário nacional. A música é de Xande de Pilares, Gilson Bernini, Emicida e Mosquito.

A ideia é chamar atenção da sociedade para o crescimento da miséria no país e pedir doações. A campanha começou em 1994 e é organizada pela ONG Ação da Cidadania Contra  Fome, a Miséria e Pela Vida, fundada por Herbert de Souza, o Betinho, falecido em 1997. Ela não acontecia desde 2017.

Este ano, a expectativa é arrecadar mais de 10 milhões de reais para o combate à fome até o mês de dezembro  Doações podem ser feitas pelo site da campanha (acesse aqui). 

Veja o clipe da música, que reúne Anitta, Xand Avião, Xande de Pilares, Caetano Veloso, Mart’nália, Alcione, Nando Reis, Criolo, Emicida, Teresa Cristina, Mosquito,Chico Buarque, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gloria Groove, Elza Soares, Djavan,Rogério Flausino, Karol Conka, Daniela Mercury, Majur, Ivete Sangalo, Milton Nascimento, Chitãozinho e Xororó, Negra Li, Luisa Sonza, Zélia Ducan e Ludmila.

Segundo os organizadores, o Natal Sem Fome já doou mais de 32 milhões de quilos de alimentos até hoje, sendo realizado nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Apesar desses números “essa quantidade de alimentos é insuficiente em um país em que mais de 80 milhões de brasileiros vivem com algum grau de insegurança alimentar, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)”, diz a organização.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas