CNJ suspende pagamentos milionários após juiz receber R$ 503 mil

brasil
16.08.2017, 10:48:00
Atualizado: 16.08.2017, 11:19:42

CNJ suspende pagamentos milionários após juiz receber R$ 503 mil

CNJ abre investigação sobre pagamentos suspeitos a 84 juizes do Mato Grosso logo após a imprensa divulgar salário de mais de R$ 503 mil do juiz Mirko Vincenzo Giannotte, do Mato Grosso

No mesmo dia em que a imprensa repercurtiu o caso do juiz Mirko Vincenzo Giannotte, que recebeu o salário de R$ 503,9 mil no início de agosto, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu uma investigação para apurar os pagamentos de 84 juizes do Tribunal de Justiça do Mato Grosso com suspeitas de irregularidades. 

Mirko não é o único juiz bem pago do Mato Grosso. Outros juizes do mesmo estado também obtiveram vencimentos em altas quantias no mês de julho. Apesar do teto constitucional atual ser de R$ 33,7 mil, 64 magistrados teriam recebido mais de R$ 100 mil e outros nove receberam valor superior a R$ 300 mil. 

Com a repercussão, nesta terça-feira (15), o Conselho suspendeu imediatamente o pagamento de novos repasses aos magistrados. Segundo o corregedor nacional de justiça, o ministro João Otávio de Noronha, somente um repasse foi autorizado pelo CNJ, em janeiro deste ano, no valor de R$ 29,5 mil para uma juiza que trabalhou em uma jurisdição superior.

Em resposta à repercussão do caso, Mirko disse que se importa com a polêmica sobre o valor recebido. "Eu não 'tô' nem aí" (Foto: Divulgação)

Referente ao pagamento feito à Mirko, o Tribunal de Justiça do Mato Grosso disse que o repasse também estava contemplado na decisão do CNJ. Mirko defende que a quantia recebida é parte das compensações legais pelo tempo que trabalhou recebendo menos. Noronha, no entanto, afirma que o acordo não pode ser executado automaticamente para outros juizes que receberam retroativamente as indenizações e gratificações solicitadas pelos magistrados.

Em resposta à repercussão do caso, na terça (15), Mirko disse que se importa com a polêmica sobre o valor recebido. "Eu não 'tô' nem aí. Eu estou dentro da lei e estava recebendo a menos. Eu cumpro a lei e quero que cumpram comigo",  disse o magistrado. Ele diz que ainda aguarda julgamento de pagamento de outros passivos estimados em R$ 750 mil. "E quando isso acontecer eu mesmo vou colocar no Facebook", disse. 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/el-camino-filme-de-breaking-bad-ja-esta-disponivel-na-netflix/
Produção acompanha o que aconteceu com Jesse Pinkman após o fim da série
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/roger-machado-e-contundente-sobre-racismo-precisamos-sair-da-fase-da-negacao/
Técnico do Bahia fala com firmeza de um problema pouco abordado no futebol brasileiro; assista
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/irma-dulce-nao-e-idolo-e-um-ideal-diz-padre-antonio-maria/
No Vaticano, ele cantou música que fez em homenagem à Santa Dulce dos Pobres
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/maior-dia-da-minha-vida-diz-musico-que-voltou-a-ver-apos-rezar-para-irma-dulce/
Ele participou de cerimônia da canonização e interagiu com o Papa Francisco
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-10-horas-de-vigilia-fieis-comemoram-canonizacao-de-dulce-no-largo-de-roma/
Primeira miraculada, Cláudia Araújo chegou ao Santuário na noite deste sábado (12)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/de-salvador-1a-miraculada-de-dulce-acompanha-canonizacao/
Cláudia Araújo está desde ontem às 18h em vigília no Santuário de Irmã Dulce
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-tudo-o-que-aconteceu-na-canonizacao-de-irma-dulce/
CORREIO acompanhou do Vaticano e mostra bastidores da canonização na Itália e em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/artistas-ensaiam-apresentacoes-para-canonizacao-de-irma-dulce-veja-video/
Margareth Menezes, Waldonys e José Maurício receberam as últimas orientações
Ler Mais