Coelba identifica e remove 53 ligações irregulares na Linha Verde

bahia
08.04.2022, 16:19:00
(Divulgação)

Coelba identifica e remove 53 ligações irregulares na Linha Verde

Na ação, foram recuperados 550 mil quilowatt/hora que haviam sido furtados, energia suficiente para abastecer cerca de 5 mil residências por um mês

A Neoenergia Coelba realizou uma operação especial de combate ao furto de energia na região da Linha Verde. A iniciativa, que teve início no dia 21 de março, identificou e removeu 53 ligações irregularidades nos municípios de Camaçari e Mata de São João.

Durante cinco dias, os técnicos da distribuidora percorreram as praias de Jauá, Arembepe, Barra de Jacuípe, Guarajuba, Imbassaí e Praia do Forte fiscalizando as casas de veraneio e unidades comerciais. Na ação, foram recuperados 550 mil quilowatt/hora que haviam sido furtados. Segundo a companhia, este volume de energia seria suficiente para abastecer cerca de 5 mil residências por um mês ou toda praia de Imbassaí durante o mesmo período.

“Montamos uma força-tarefa, chamada de Grupo de Ação Anti-Perdas (GAAP), cerca de 15 colaboradores trabalhando diariamente na identificação e remoção de situações irregulares. Estas ações são fundamentais para aumentar a segurança da população e evitar prejuízos à rede elétrica”, destacou o gerente de Gestão da Receita, Rodrigo Almeida.

Para aumentar a assertividade, as ações foram planejadas com dados do centro de inteligência da concessionária, que realizou o mapeamento da região e identificou locais com possíveis irregularidades. Entre os casos de fraudes encontradas, estão depósitos de bebidas e mercados do litoral.

A distribuidora ressalta que cerca de R$ 150 mil referentes a impostos deixariam de ser recolhidos devido a atuação fraudulenta nas unidades flagradas na Linha Verde. Porém, com a atuação de combate ao furto de energia, esse valor será recuperado e poderá ser revertido em benefício da população.

Crime e denúncias
 
A Neoenergia Coelba reforça que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até oito anos de reclusão pela prática. Além de ilegal, a prática também coloca a vida da população em risco e prejudica o fornecimento de energia da região, podendo ocasionar interrupções nas localidades.

Por isso, é importante a denúncia de fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do telefone 116 ou pelo site da Neoenergia Coelba na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas