Com Léo Santana, Pipoco leva multidão às ruas: 'Dono do Carnaval'

carnaval
18.02.2020, 20:18:00
(Betto Jr/CORREIO)

Com Léo Santana, Pipoco leva multidão às ruas: 'Dono do Carnaval'

O Pipoco sai da Ondina, na altura do Clube Espanhol, e vai até o Farol da Barra

Pelo quarto ano seguido, a terça-feira de pré Carnaval assistiu a um verdadeiro 'pipoco' na Ondina. E não é um pipoco qualquer. É um pipoco gigante. Tamanho GG. Estourado.

Com tantas referências, já dá para entender: Léo Santana foi a atração da festa de pré-Carnaval pelo quarto ano seguido. Um dos artistas mais concorridos da folia ali, de graça, para uma multidão.

O Pipoco sai da Ondina, na altura do Clube Espanhol, e vai até o Farol da Barra - num sentido contrário ao do Circuito Dodô, do Carnaval.

CORREIO Folia: confira todas as notícias do Carnaval 2020

Léo subiu ao trio por volta das 19h30. De cara, largou uma das suas principais canções do repertório: Vidro Fumê. Aquela do refrão "várias danadinhas no contatinho do pai".

Emendou uma música após a outra. Só parou pra conversar com o público uma vez, logo após Vidro Fumê: "Prazer estar aqui com vocês nessa nossa festa em mais um ano. Vamos curtir o nosso Pipoco, gente, porque só acontece uma vez no ano".

(Foto: Vitor VIllar/CORREIO)

A Ondina, é claro, estava apinhada de gente. "Ele já é o dono do Carnaval, venho todos os anos (pro Pipoco) porque ele é o artista mais estourado. Espero que continue tendo, né?", conta a estudante Catarina Nogueira, 19 anos.

Até o prefeito ACM Neto e o vice, Bruno Reis, acompanharam a festa do trio. “Isso aqui é o verdadeiro Pipoco de Salvador. Vocês podem ver a multidão que toma conta de Ondina até a Barra com esse que é um dos grande nomes da nossa música, Léo Santana. Parabéns, velho! Você, mais uma vez, fazendo um grande Carnaval. A Bahia lhe agradece de coração”, disse Neto, que foi vestido a caráter: na camisa, um ‘@contatinho’.

Ignacio Díaz é argentino. Veio de Buenos Aires para o Carnaval de Salvador pela sétima vez: "Desta vez cheguei uns dias antes para aproveitar as festas de pré-Carnaval. Antigamente não tinha tanta festa antes. Agora que ficou bom".

O turista pretende ir ao circuito todos os dias: "Quero vir sim, com certeza. Fico em Salvador até dia 28 (de fevereiro). Então acaba Carnaval e passo mais dias ainda para continuar 'festando'.

O argentino não conhecia o "Gigante" que comanda o Pipoco desde 2017. "Léo Santana só tinha ouvido na internet. Mas é um cantor muito bom mesmo, ele é show", disse.

Genilson Torres veio com amigos de Macaé, no Rio de Janeiro. "Estou aqui tem uma semana já. Essa é minha quarta vez no Carnaval daqui", disse.

Ele conta que foi ao Pipoco para conhecer Léo Santana: "Conheci Léo por causa de Anitta (fizeram parceria no sucesso Contatinho). Vim hoje para ver como é. Achei muito bom, é um cara que realmente representa a música baiana".

Vai continuar
O presidente da Saltur, Isaac Edington, que organiza o Pipoco, deixou claro que a festa seguirá nos próximos Carnavais - e, ao que tudo indica, com o gigante Léo Santana no comando.

"Essa foi uma iniciativa que deu certo desde o primeiro ano (2017). Acho que o Carnaval tem essa particularidade, de ideias que a gente vai testando, que dão certo e com o passar do tempo a gente vai acomodando", disse Edington.

"O Pipoco foi uma iniciativa que o público gostou muito. E a gente brinca que, depois do terceiro ano, é porque já virou tradição. É um esquenta para o Carnaval. Que começa oficialmente na quinta, mas que o público já sabe que na quarta-feira tem as bandinhas, no final de semana tem Fuzuê e Furdunço e agora também tem o Pipoco", completou.

Isaac Edington disse que a Prefeitura monitora e comemora a vinda dos turistas de forma antecipada à cidade: "O objetivo de criar um pré-Carnaval era esse. Antecipar o fluxo de pessoas que virão passar o Carnaval em Salvador. E que assim elas movimentem outras atrações do nosso turismo nesse período até o começo oficial da festa".

O CORREIO Folia tem o patrocínio do Hapvida, Sotero Ambiental, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Salvador Bahia Airport e Claro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas