Com ocupação da PM, moradores tentam voltar à rotina em Valéria

salvador
19.08.2021, 10:29:00
(Arisson Marinho/CORREIO)

Com ocupação da PM, moradores tentam voltar à rotina em Valéria

Comerciantes voltaram a abrir estabelecimentos

Com as ruas ocupadas pela polícia desde a tarde dessa quarta-feira (18), moradores do bairro de Valéria tentam voltar à normalidade, após uma semana tensa com diversos tiroteios. O bairro vive uma disputa entre facções de tráfico de drogas.

Alguns comerciantes se sentiram mais seguros de reabrir os estabelecimentos nesta quinta-feira (19). "O medo ainda existe, mas com a polícia mais presente dá um certo alívio. Hoje mesmo, abri meu estabelecimento no horário, às 7h, porque a polícia madrugou no bairro. De minha casa dava para ouvir o helicóptero da PM sobrevoando as casas. Situação diferente de ontem, que ninguém abriu por causa do tiroteio", disse o dono de uma padaria da Rua Nova Brasília de Valéria.

Nas ruas do bairro, o policiamento ostensivo continua, com policiais fazendo abordagens na Rua das Palmeiras e Penacho Verde. "Seguro, seguro ninguém está, mas com o tanto de viatura subindo e descendo, dá um pouco de tranquilidade. Eles (policiais) estão revistando as pessoas, carros a todo momento. Isso intimidade a bandidagem. Ontem, não abri e logo cedo liguei para as minhas funcionárias não virem. Hoje, está todo mundo trabalhando", declarou a dona de um salão de beleza.

Já na Escola Estadual Professora Noêmia Rêgo, as atividades continuam suspensas. Segundo o diretor da unidade, Edson Lima, a previsão é de que na próxima segunda-feira (23), os estudantes que não têm acesso à internet possam voltar a frequentar a escola para cumprir as atividades. As aulas semipresenciais ainda não têm previsão de serem retomadas. O conselho escolar da unidade deve se reunir hoje para decidir.

"Realmente aqui estava precisando de um policiamento reforçado, mas não adianta as viaturas e o helicóptero ficarem por aqui só alguns dias. A gente precisa desse reforço diariamente, porque basta a polícia dar as costas para eles (bandidos) voltarem a brigar. Tá vendo essa polícia toda, mas as bocas-de-fumo continuam funcionando nas quebradas da Penacho Verde e na Rua do Lavrador. Eles (bandidos) são ousados", disse uma moradora.

Na fábrica Gerdau, que teve o funcionamento suspenso nessa quarta por causa dos tiroteios, a movimentação de funcionários parecia normalizada na manhã desta quinta-feira. 

Operação
Durante a Operação Contenção Valéria, deflagrada nesta quinta, a polícia prendeu um suspeito de uma tentativa de latrocínio, ocorrida no início de julho deste ano,  na região conhecida como Zona Expansão, em Sergipe.

Segundo a polícia, o homem, investigado pela polícia civil sergipana teve o mandado de prisão preventiva cumprido em uma empresa de construção civil, naquela região. Durante a operação, mandados de busca e apreensão foram cumpridos, com a coleta de informações sobre suspeitos de envolvimento com grupos criminosos. 

Equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e da Coordenação de Operações Especiais (COE) apoiaram policiais, Delegacia de Repressão a Roubo e Furto (Derof), da Polícia Civil sergipana, durante a Operação Contenção Valéria. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas