Com recorde diário, Salvador acelera imunização; 10% da população já foi vacinada

coronavírus
26.03.2021, 20:29:00
Atualizado: 26.03.2021, 22:34:01
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Com recorde diário, Salvador acelera imunização; 10% da população já foi vacinada

Somente nesta sexta, 16.145 pessoas foram vacinadas contra o coronavírus na capital baiana. Fim de semana terá vacinação para idosos com 67 e 66 anos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pouco antes das 11h desta sexta-feira (26), um novo lote de imunizantes contra a covid-19 chegou ao Aeroporto Internacional de Salvador em um voo comercial. Na carga, mais 347 mil doses de vacinas - sendo 141 mil da AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, e mais 206 mil da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan no Brasil. Um aporte considerável que fez a Bahia chegar a 2.386.600 doses de vacinas recebidas desde o dia 18 de janeiro, data do pouso do primeiro lote, e Salvador receber 72 mil doses dos imunizantes.

Com a nova remessa, o processo, que já estava acelerando, deve se agilizar ainda mais. De acordo com informações obtidas junto a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS), a soma do novo lote com as vacinas que ainda não foram administradas nos cidadãos da capital baiana, garantiu quantidade suficiente para vacinação das pessoas de 66 anos ou mais que estão na cidade. 

Iniciada em 19 de janeiro na capital baiana, a vacinação na capitual baiana ultrapassou, nesta sexta, a marca de 290 mil pessoas vacinadas contra o novo coronavírus. Isso significa que um a cada dez soteropolitanos – ou seja, 10% da população – já recebeu a primeira dose do imunizante.

Chegada de imunizantes fará Salvador acelerar ainda mais o processo de vacinação (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Agilidade na vacinação

Na última quinta (25), Salvador bateu o recorde de vacinados em um dia com 16.0028 novos imunizados na cidade e, hoje, voltou a quebrar a marca nesta sexta com 16.145 vacinados nos postos fixos e nos drives-thru espalhados por toda a cidade até às 20h30, de acordo com o Vacinômetro da Prefeitura. Considerando esses dados, a cidade é, agora, a segunda capital com um percentual de 85,7% de doses administradas, ficando atrás apenas de Maceió que já aplicou cerca de 92% das doses enviadas pela gestão federal.

Salvador quebrou recorde de vacinação pelo segundo dia seguido (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

De acordo com Leo Prates, secretário municipal da Saúde, o planejamento feito pela Prefeitura de Salvador para a estratégia de imunização é o fator principal para a agilidade da campanha na cidade.“Montamos uma mega estrutura com mais de 1,5 mil profissionais atuando ininterruptamente de domingo a domingo para dar celeridade à aplicação das doses em nossa cidade. Somos pioneiros na implantação dos drives-thru, modelo que hoje é replicado em todo o país. Temos ainda equipes volantes que atuam na vacinação domiciliar dos idosos acamados ou com dificuldade de locomoção, além de fazer a imunização em localidades de difícil acesso nas ilhas que fazem parte do território de Salvador. Tudo isso corrobora para que nossa cidade seja destaque nacional dentro da campanha contra Covid-19”, destacou.

Fim de semana terá vacinação para idosos com 67 e 66 anos

Nesse final de semana, a Prefeitura vai incluir na estratégia de vacinação contra Covid-19 os idosos com 67 e 66 anos que residem em Salvador. No sábado (27) pela manhã, das 8h às 12h, serão atendidas as pessoas com 67 anos ou mais nascidos entre 27 de março e 30 de setembro de 1953. Já no período da tarde, das 13h às 16h, será a vez dos indivíduos com 67 anos ou mais nascidos entre 1º de outubro de 1953 e 27 de março de 1954.

No domingo (28), das 8h às 12h, serão imunizados os membros da melhor idade com 66 anos ou mais, nascidos entre 28 de março e setembro de 1954. No turno vespertino, das 13h às 16h, serão contemplados os idosos de 66 anos ou mais nascidos entre outubro de 1954 e 28 de março de 1955.

Vacinação na Bahia

E não é só Salvador que vai garantindo mais imunizantes na batalha contra o coronavírus. Já no início da tarde, o novo lote começou a ser encaminhado para as 30 centrais regionais da Bahia e, de lá, foi despachado para os municípios que obedeceram os critérios de recebimento da vacina. “A partir das 14h, iremos já decolar para a grande maioria das nossas centrais e, ainda nesta tarde, alguns municípios do interior do estado e na Região Metropolitana de Salvador (RMS) receberão as vacinas. Na RMS, por exemplo, os critérios foram cumpridos por todos municípios e todos vão receber”, disse a coordenadora de imunização da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Vânia Broucke, lembrando da exigência que as cidades tenham utilizado pelo menos 85% das vacinas que receberam. 

Por isso mesmo, no interior do estado nem todos os municípios estão aptos para receber uma nova remessa de vacina. Com base em informações da Sesab, a estimativa é que mais de 280 dos 417 municípios baianos pudessem receber as doses. Mesmo assim, a vacinação no estado não tem deixado a desejar. Isso porque, contando com 1.274.283 vacinados, dos quais 305.920 receberam também a segunda dose, a Bahia é o quarto estado com mais imunizados em território nacional. 

O transporte das doses de Salvador para o interior do estado é feito em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG).

*Sob supervisão da subchefe de reportagem Monique Lôbo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas