Com Rezende suspenso, Bahia tem disputa aberta por vaga no meio-campo

e.c. bahia
25.05.2022, 05:00:00
Emerson Santos largou na frente e deve ser o substituto de Rezende (Foto: Rafael Machaddo/EC Bahia)

Com Rezende suspenso, Bahia tem disputa aberta por vaga no meio-campo

Tricolor vai ter que mudar a escalação diante do Tombense

De olho no próximo compromisso na Série B, o Bahia terá uma baixa importante no meio-campo para enfrentar o Tombense, sexta-feira, às 19h, na cidade de Muriaé, em Minas Gerais.

O tricolor não contará com o volante Rezende diante do lanterna do campeonato. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão. Uma dor de cabeça para o técnico Guto Ferreira, pois se trata de um dos destaques do Bahia no torneio.

De acordo com o site de estatísticas FootStats, Rezende é o atleta com mais desarmes certos na Série B. Ao lado de Bitello, do Grêmio, o volante do Bahia soma 20 roubadas de bola. Rezende, no entanto, precisou de seis partidas para conquistar a marca, enquanto o gremista levou oito jogos.

O camisa 5 lidera ainda no número de interceptações, com dez. Ele é seguido por Oliveira, do Cruzeiro, que tem oito, e Patrick, também do Bahia, com sete. Daí a importância que o volante tem no meio-campo.

“Perdi Rezende, vamos ver o pós-jogo. Quem vai chegar, como vai chegar. Rodar o elenco é difícil, não tem necessidade, temos a semana para trabalhar”, limitou-se a dizer o treinador após a vitória sobre a Ponte Preta, na sexta-feira passada.

Nos últimos dias, Gordiola não deu muitas pistas sobre quem vai ficar com a vaga, mas o treinador tem algumas alternativas. A disputa principal é entre Emerson Santos, considerado o substituto natural, e Lucas Falcão.

Emerson leva vantagem sobre o companheiro. Este ano, ele já teve a missão de substituir Rezende - que na época estava machucado - e foi titular contra Sampaio Corrêa e Ituano. Se Guto optar por ele, o Bahia ganha maior poder de marcação. Nesse cenário, Patrick passa a atuar próximo de Daniel, com um pouco mais de liberdade para sair jogando.

Se escolher Lucas Falcão, Guto vai ter um jogador justamente com melhor saída de bola. Falcão, aliás, vive a expectativa para ser titular pela primeira vez no Bahia. Até aqui, o volante participou de seis partidas entre Copa do Brasil e Série B, todas saindo do banco de reservas. 

Além da dupla, corre por fora o argentino Lucas Mugni, que volta a ficar à disposição depois de dois meses se recuperando de uma lesão na coxa. O garoto Miquéias é outra alternativa no elenco.

Se a saída de Rezende é uma baixa, por outro lado o time tem uma boa notícia. Fora do triunfo sobre a Ponte Preta por suspensão, o meia Daniel está de volta ao time e vai ser titular contra o Tombense.

O camisa 10 vem tendo papel importante no setor ofensivo. Junto com Ronaldo, ele é o líder de assistências do Bahia na temporada, com quatro passes para gols cada.

A delegação embarca hoje para o Rio de Janeiro, de onde seguirá de ônibus até Muriaé, local do jogo contra o Tombense. Embora fique em Minas Gerais, a cidade está mais próxima da capital fluminense (297 km) do que de Belo Horizonte (312 km).

O Tombense é do município de Tombos, porém o estádio local não tem a capacidade mínima de 10 mil pessoas exigida no regulamento. Muriaé fica a 60 km de distância.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas