Com técnico interino, Vitória bate CRB de virada no Barradão

e.c. vitória
28.11.2020, 21:09:00
Atualizado: 28.11.2020, 21:09:51
Jogadores do Vitória comemoram o gol da virada (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Com técnico interino, Vitória bate CRB de virada no Barradão

Leão ganha por 2x1 e chega ao quarto jogo invicto na Série B

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória conseguiu mais um importante triunfo na Série B. Na noite deste sábado (28), o Leão bateu o CRB por 2x1 no Barradão e chegou ao seu quarto jogo seguido de invencibilidade. A partida, aliás, teve Rodrigo Chagas como técnico interino rubro-negro, após a saída, na véspera, de Eduardo Barroca.

Com o resultado, o Vitória chegou aos 29 pontos e subiu uma posição na tabela. Agora, aparece na 15ª colocação, na frente do Cruzeiro, que perdeu na sexta-feira (27) do Confiança, no Mineirão, por 2x1.

Na próxima rodada, o Leão vai até Curitiba, onde encara o Paraná na Vila Capanema, terça-feira (1º), às 21h30. O jogo não terá o lateral Rafael Carioca e o zagueiro Maurício Ramos - os dois levaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos.

Sem tempo para treinar o time após o desligamento de Barroca, o Rodrigo Chagas manteve o Vitória com a mesma base dos últimos jogos. A diferença na escalação foi Fernando Neto, que, com um abscesso no pé, ficou de fora, dando lugar a Lucas Cândido.

GOL, EMPATE E VIRADA
O primeiro tempo foi movimentado, com bastante intensidade desde o início. Tanto o Vitória quanto o CRB entraram em campo com postura ofensiva e conseguiram chegar bem ao ataque. A primeira finalização com perigo do Leão veio aos 9 minutos. Lucas Cândido fez ótimo lançamento para Rafael Carioca, que cruzou na medida para Léo Ceará. O camisa 9 chutou e a bola passou bem perto da meta de Edson Mardden.

Dois minutos depois, mais uma incrível chance do centroavante. Lucas Cândido, de calcanhar, deu passe para Vico, que encontrou Léo Ceará na entrada da área. O atacante dominou, chutou rasteiro e a bola tirou tinta do gol alagoano. Aos 22, foi a vez de Vico finalizar, para a linda defesa de Edson Mardden, mas o árbitro já marcava irregularidade.

Após o Vitória acumular tantas ótimas chances, veio um balde de água fria. Bill recebeu na esquerda, deixou Léo para trás e cruzou. Hyuri, sozinho, bateu firme para o fundo da rede, abrindo o placar no Barradão aos 23 minutos.

O Leão não deixou o CRB ficar na frente por muito tempo. Aos 30, Lucas Cândido mandou uma bomba, espalmada por Edson Mardden. Rafael Carioca, sozinho, aproveitou o rebote e empurrou para empatar a partida.

A virada chegou aos 38 minutos. O camisa 35 do Vitória recebeu livre e cruzou na medida para Léo Ceará. Dessa vez, o centroavante não errou e, de cabeça, assinalou o 2x1.

LENTIDÃO NO SEGUNDO TEMPO
Ao contrário do primeiro tempo, a segunda etapa começou com menos intensidade. Na frente do placar, o Vitória voltou do intervalo com marcação recuada e não deixava o CRB colocar velocidade.

A primeira jogada perigosa só aconteceu aos 22 minutos, com o time visitante. Hyuri recebeu ótimo lançamento e ficou cara a cara com Ronaldo. Mas o goleiro rubro-negro conseguiu fechar o ângulo e evitou o empate.

Aos 33, Frizzo ganhou a bola na entrada da área e chutou forte, mas Edson Mardden espalmou. Em contra-ataque, o CRB teve Reginaldo avançando pela direita e cruzando rasteiro na linha de fundo, mas Wallace impediu. Daí para frente, o Vitória conseguiu administrar e garantiu o triunfo em casa.

FICHA TÉCNICA

Vitória x CRB - 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Vitória: Ronaldo, Léo (Van), Maurício Ramos, Wallace e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Lucas Cândido (Eduardo), Matheus Frizzo (Gerson Magrão) e Thiago Lopes; Vico (Ruan Nascimento) e Léo Ceará (Jordy Caicedo). Técnico: Rodrigo Chagas.

CRB: Edson Mardden, Reginaldo, Gum, Reginaldo Júnior e Xandão (Lucas Mendes); Claudinei (Régis Tosatti), Wesley e Diego Torres (Moacir); Hyuri, Bill (Iago) e Pablo Dyego (Luidy). Técnico: Ramon Menezes.

Estádio: Barradão, em Salvador
Gols: Hyuri, aos 23, Rafael Carioca, aos 30, e Léo Ceará, aos 38 minutos do primeiro tempo;
Cartões amarelos: Guilherme Rend, Rafael Carioca e Maurício Ramos, do Vitória; Wesley, Xandão, Claudinei e Lucas Mendes, do CRB; 
Arbitragem: Jefferson Ferreira de Moraes, auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios e Leone Carvalho Rocha

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas